Publicidade
Yukaline - Conecta você

Barra Velha - No imaginário nacional, uma série de figuras folclóricas povoa florestas e rios, sítios e estradas. Uma delas é o Saci-Pererê, cujo dia se comemorou em 31 de outubro. Pois não é que o Saci andou aprontando por esses lados? Foi no Centro de Educação Infantil Profª Hilda Batista da Silva, em Itajuba, que ele apareceu todo lampeiro fazendo traquinagens e bagunçando a casa da dona Benta em meio ao espetáculo teatral “Uma tarde no Sítio do Pica-Pau Amarelo”.

A peça inspirada nos personagens de Monteiro Lobato foi toda encenada pelas professoras do CEI, cuja equipe de 20 funcionários aderiu inteira à ideia da colega Simone Elisa Schroeder Stolberg, autora do roteiro. A iniciativa foi tão bem sucedida que a equipe já está pensando em produzir uma nova peça neste fim de ano.

Publicidade

Na avaliação da diretora da unidade, Taísa Aparecida Soares, o segredo do sucesso é a dedicação de todos e o gosto pelo trabalho que realizam:

"É o que explica esse sucesso. A equipe, unida, se empenha para desenvolver nas crianças a autonomia, a linguagem, o respeito pelo outro, a sensibilidade”, .

Sensibilidade não faltou para o grupo que espalhou no pátio do CEI a magia do Sítio do Pica-Pau Amarelo. A encenação se realizou durante a 5ª edição do evento Porto Literário e foi o ponto culminante de um trabalho em torno da obra de Lobato desenvolvido o ano todo junto às 107 crianças de zero a 04 anos que frequentam a escola.

No palco, caracterizadas como personagens do fantástico Sítio, atuaram as professoras Joelma, Simone, Kely, Vanessa, Larissa, Samantha, Indianara e Paula Borges. Nos bastidores, todas as demais professoras e funcionários participaram: da cozinha veio um bolo quentinho de milho para o café de dona Benta; das casas de cada um saíram mobiliário, vestimentas e acessórios para compor o cenário; outras escolas também colaboraram, cedendo figurinos ou levando turmas para assistir ao espetáculo.

“Toda quarta de manhã temos apresentações aqui, mas esta durante o Porto Literário foi especial, porque promoveu interação das nossas classes entre si e com alunos de outros CEIs”, destaca a professora Simone Stolberg.
Ela já pensa na próxima produção, um auto de Natal, mais um trabalho de equipe a contribuir para uma sólida formação das novas gerações.
Publicidade
  • 1
  • 2
Publicidade
X

Right Click

No right click