Publicidade

Yukaline - Conecta você.

 

Publicidade

Peça que seria encenada ao ar livre foi transferiada um dia antes para a Sociedade Recreativa de Penha


Penha – A chuva que caiu na região atrasou em 1h30 o início da apresentação da Paixão de Cristo. Programada para começar às 20h30, no terreno em frente ao Bailão do Silva, a peça teve que ser transferida para a Sociedade Recreativa Beneficente Amigos de Penha por causa da chuva, e, devido a mudança, começou somente às 22h00.

 

A mudança foi decidida um dia antes da encenação, mas mesmo assim a transferência do equipamento e estrutura de cenários acabou atrasando o início da peça. Apesar  dos contratempos,  o diretor da peça e ator responsável pela interpretação de Jesus, avaliou como positiva a encenação desse ano.

 

- Não tinha muita gente por causa da chuva, mas a plateia estava emocionada –afirmou Sandro Maciel, um dos organizadores.

 

História em primeira pessoa

 

 Entre as novidades apresentadas neste ano, está a mudança no roteiro da peça, que começou já com via crucis. A mudança, segundo Sandro, foi sugerida por pessoas que vinham assistindo às encenações dos outros anos e, dessa forma, focou mais o luto cristão da semana santa.

 

- A gente contou a história pelos olhos de Jesus, como se ele estivesse na cruz, de uma forma que o luto ficasse mais latente. Foi muito bacana porque a plateia respondeu na hora – afirmou Sandro, que também organizou a encenação em Navegantes.

Publicidade
X

Right Click

No right click