fbpx
Compartilhe:

PENHA - Para quem tem uma ideia e um talento, qualquer oportunidade vale a pena para começar uma banda. O “estúdio” pode ser uma garagem, um quartinho, uma sala, um porão ou qualquer outro pequeno espaço improvisado. Esse é o tipo de lugar onde nascem todos os dias, sem muita ou nenhuma pretensão, muitos, se não a maioria, dos grandes nomes da música. Um dos poucos eventos independentes que abrem espaço na região para o trabalho desses artistas chega à sétima edição no próximo sábado, dia 23, na Praia do Poá.

O Garagem Festival vai reunir cinco bandas a partir das 17h30, no Carranca´s Bar. Estão confirmadas na programação: Original ComSciense, Confuzz?, Bridge e Bloodie Angels. A entrada é um quilo de alimento não perecível e depois das apresentações o Bar terá Karaokê.

Continua depois da Publicidade

Realizado desde 1999 por bandas e apoiadores locais de Balneário Piçarras e Penha, o Garagem Festival abre espaço para grupos que estão começando. Pelo palco do evento já passaram nomes conhecidos no cenário regional, como a banda Ninguém Sabe, de Itajaí, além de outros músicos e grupos hoje consolidados no cena musical do estado.

“A ideia é tentar incentivar a nova geração a aprender algum instrumento e fazer a sua banda”, explica Evandro Burlim, um dos organizadores desta edição.

Programação

Formada em julho de 2015 com inspiração no “metal clássico”, a “Bloodie Angels” atualmente conta com quatro integrantes: Roger (guitarra), Antonio (baixo), Thauan (bateria) e Luana (vocal). A banda se caracteriza por uma guitarra alta e distorcida, ritmos enfáticos, um som de baixo-e-bateria denso e vocal vigoroso.

Um projeto com raízes profundas no rock de garagem sobe ao palco com o “power trio” Confuzz? Formado em agosto deste ano, mescla Stoner Rock com o Grunge que marcou o começo dos anos 1990. Tem Evandro “Evans” na guitarra e vocal, Marcos Umpierre na bateria e Luigi Giancoli no baixo.

É claro que os clássicos do rock and roll também vieram de garagens. The Beatles, Rolling Stones, Queen e Pink Floyd são algumas das influências da “Bridge”, que estreou nos palcos em 2013.

“Original ComScience” é uma banda e coletivo musical de Itajaí formada em fevereiro de 2019 com a proposta de fazer um som “missigenado, com letras fortes e impactantes, trazendo a representatividade do brasileiro comum”. O grupo mistura rap, rock, reggae com muita afrobrasilidade.

“Original ComScience, é o grito das favelas e periferias, representando a classe trabalhadora e seu cotidiano, propondo discussões e abordando assuntos diversos da realidade brasileira”, autodefine-se.

Leia também:
Garagem Festival vai reunir bandas independentes da região
Garagem Festival reúne bandas de SC neste sábado
[Imagens] Festival reúne bandas independentes de Santa Catarina
Compartilhe:
  • 1
  • 2