Publicidade

Yukaline - Conecta você.

Bonde do Forró vai comandar o “enterro do carnaval”, que começou dia 09

Barra Velha - Os blocos e foliões devem voltar à Praia Central neste sábado, dia 17, para o tradicional enterro do carnaval. A festa deve começar às 20h com apresentações locais e em seguida show nacional com Bonde do Forró. Segundo a Fundação Municipal de Turismo Esporte e Cultura (Fumtec), 40 mil pessoas passaram pela avenida nos cinco dias de festa, mas a Polícia Militar estima bem menos, cerca de 10 mil.

Publicidade

A folia que começou na sexta-feira (09) se estendeu até a terça-feira (13) e contou com trio elétrico na Avenida Beira Mar, bloco dos sujos, o tradicional futgay e outros seis blocos animando as noites.

A chuva atrapalhou na montagem dos equipamentos do trio e atrasou a saída dele. Para nós isso é um ponto a ser melhorado ano que vem. No entanto colocamos duas bandas nesse ano e isso foi visto como um ponto positivo, destacou o Presidente da Fundação de Turismo, Daniel Pontes da Cunha.

O atraso a que ele se refere aconteceu em quase todas as noites. Na segunda-feira (12), a organização precisou aguardar o retorno do Trio Elétrico que estava em Navegantes e a festa começou à 01h40, com mais de três horas e meia de atraso. Na terça-feira (13), foi o dia do Bloco Suvaco “Cheroso” entrar na avenida com atraso de duas horas e após o início do trajeto o trio elétrico parou por problemas mecânicos.

(Divulgação | Fumtec/BV)

Para o idealizador do Suvaco Cheroso, Cristiano Zonta – que há anos desfila pela Sociedade Rosas de Ouro em São Paulo, falhas como essas são inadmissíveis. Ele classifica a edição 2018 do carnaval como regular e cobra mais planejamento.

Falhas imprevisíveis a gente até compreende, mas o que aconteceu não. Acho que o método do trio elétrico na avenida é muito bom, mas ele não está sendo bem utilizado. E banda, se for banda da nossa região não dá. Precisamos de bandas de carnaval com muito samba no pé, axé e marchinha. A Folia do Momo pede isso.

Já a representante do bloco Sem Freio, Bruna Borba, pede mais apoio aos blocos que seguram os foliões durante todas as noites na avenida e tornam a festa mais animada.

A previsão do tempo estava certa e mesmo assim a Fundação de Turismo não se preparou para isso. Todas as noites foi preciso parar o show para cobrir o trio. Em nenhum momento recebíamos um posicionamento sobre o que estava acontecendo quanto aos atrasos.

Comércio avalia

A comerciante Merieli Blank é proprietária de uma loja de conveniências e afirma que o movimento de turistas e as vendas caíram drasticamente se comparado ao ano passado. Ela também destaca uma mudança no perfil do consumidor.

Os visitantes desse ano eram outros. Buscavam as marcas mais baratas. Foi um dos piores carnavais pra nós.

Na rede hoteleira o movimento também parece não ter agradado. O gerente Marcio Mader afirma que o preenchimento dos leitos ficou em 65%, número inferior ao ano passado.

  
 (Divulgação)

A Fumtec contrapõe as críticas e afirma que está tendo avanços na realização do carnaval. Em nota, a presidência afirma que conversou com alguns comerciantes que elogiaram o evento e confirmaram que a expectativa de vendas teria sido atendida nos cinco dias de folia.

Leia também:

Bandas e blocos agitam mais de 15 mil foliões em três dias de festa na Armação

Mesmo com show cancelado, rede hoteleira e comércio fazem balanço positivo do carnaval em Piçarras

Bandas e blocos agitam mais de 15 mil foliões em três dias de festa na Armação

Com chuva no feriado, guarda-vidas registram queda em todas as ocorrências nas praias

Mais sobre: verão; carnaval; Barra Velha;

Edição: Leandro Cardozo de Souza

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click