Publicidade
PROGRAMAÇÃO
Iniciativa foi atendida com recursos da Lei Aldir Blanc de auxílio emergencial durante pandemia

PENHA - A Fundação Municipal de Cultura dá início nesta quinta-feira, dia 11, a uma série de transmissões ao vivo pela internet (lives) com os projetos aprovados na seleção local da Lei Aldir Blanc. Quem abre a agenda são “As Manas do Reggae”, a partir das 19h, com uma apresentação cheia da musicalidade jamaicana e brasileira.

Os contemplados com o auxílio emergencial receberam ao todo R$ 243.630 em recursos federais, liberados a partir de iniciativa do Congresso Nacional. 

Publicidade

Em Penha, eles incluem ainda cinema, oficinas de artesanato, gastronomia vegana e fotografia. Apresentações e outros projetos com presença de público devem ser agendados apenas quando o risco de transmissão de Covid-19 for reduzido.

As transmissões ao vivo que começam nesta quinta-feira, pelo Facebook, ainda não têm data definida, mas o gerente da Fundação Cultural Municipal de Penha, professor Eduardo Bajara Souza, adianta que elas serão semanais e devem durar, em média uma hora:  

Uma live musical, uma gastronômica, quatro de artesanato e duas de escultura, com mosaico e madeira na praia. Muita diversidade”, destaca.

Continua depois da Publicidade

Os títulos já dão uma ideias do que tratam os projetos aprovadas pela Lei Aldir Blanc para subsidiar artistas com renda emergencial durante a pandemia.

Confira:

“Vegano – com sabor da mata”
“Macramê – colar e pulseira”
“Pintura em tecido”
“Patchwork – caixa decorada”
“Boneca na xícara”
“Falando sobre mosaico”
“Da Areia ao ateliê”

Ainda teremos um book fotográfico digital com imagens da cidade e 19 vídeos, entre oficinas de artesanato, apresentações musicais e instrumentais, contação de histórias e peças teatrais. Esses vídeos também serão postados na página da Prefeitura, na ordem em que forem sendo entregues.

Outro destaque entre os projetos aprovados serão os sete documentários com temas culturais variados – como festas, folclore, pesca artesanal, história de Penha e suas particularidades, escritores e artistas locais, além da história do surfe na cidade.

Teremos também quatro vídeos de resgate histórico, com os temas “Gravatá de Penha”, “Anônimas do Mar – Mulheres dos Pescadores”, “Santa Lídia de Penha” e “Biografia do Seu Chenco”.

Continua depois da Publicidade

Entre as esculturas, uma relacionada à crença no Divino Espírito Santo e uma de uma baleia, para fixação em uma praça pública.

E um trabalho de arte gráfica digital, visando divulgação turística, 40 kits literários com três livros para repasse às escolas, entidades e Biblioteca Municipal Benavenute Flores de Souza, três oficinais presenciais de capacitação cultural – com temas como desenvolvimento de projetos, figurinos para teatro e arte-educação”, relaciona o gerente.

Os projetos aprovados finalizam com seis apresentações presenciais de teatro e música, agendadas para o pós-pandemia, e três espaços culturais contemplados com recursos que irão oferecer a contrapartida – uma com aulas de artes, e outra com teatro e a última com feira artesanal.

Entre os projetos contemplados em Penha, estão três espaços culturais, como o Coletivo Cultural Ecovida, e ainda 54 projetos apresentados por 26 proponentes. 

Leia também:

Continua depois da Publicidade

Artistas de Piçarras cobram informações da Prefeitura sobre cancelamento de auxílio emergencial

Repasse emergencial de R$ 243 mil vai financiar projetos artísticos e culturais

 Trabalhadores da cultura devem se cadastrar para receber auxílio emergencial

Servidores públicos que obtiveram auxílio emergencial têm prazo para devolver dinheiro

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click