fbpx

Itajaí será a única parada na América Latina da maior regata de volta ao mundo. A competição deve chegar à cidade no primeiro semestre de 2022 - pela quarta vez consecutiva. O anúncio foi feito na quarta-feira, dia 16, e a expectativa é de repetir o público de edições anteriores.

Esta será a 11ª vez que o Brasil recebe os barcos da regata, que chega em sua 14ª edição. O município catarinense venceu São Sebastião (SP) na disputa para sediar a parada.

Continua depois da Publicidade

“Isso consolida Itajaí como Polo Náutico do Brasil, fortalecendo a economia do mar e o turismo de toda a região ”, ressalta o prefeito Volnei Morastoni.

A edição da Regata Volta ao Mundo 2018 reuniu mais de 440 mil pessoas e teve mais de R$ 83 milhões de impacto econômico em Santa Catarina – 28% a mais do que a parada de 2015. Ao todo, 75% desse montante ficou em Itajaí e região. O governo estadual arrecadou mais de R$ 5 milhões em impostos.

“É fantástico voltar a Itajaí após três paradas bem-sucedidas nas edições anteriores. Em 2018, ver a resposta da torcida local à velejadora Martine Grael foi um lembrete poderoso do que esse esporte significa para nossos fãs no Brasil”, afirma Richard Brisius, presidente da The Ocean Race.

A edição 2021/22 terá duas classes pela primeira vez em 25 anos. A novidade é a classe IMOCA 60, com barco menor e de alto rendimento, além dos monotipos VO65 que competiram nas últimas edições.

A largada será em Alicante, na Espanha, no segundo semestre de 2021.

Leia também: 
Regata Marina Itajaí é uma das atrações da 33ª Marejada durante este fim de semana
Itajaí disputa com mais três cidades para receber etapa da Regata Volta Mundo 2019/20
Veleiros da Regata Volta ao Mundo são recebidos em Itajaí nesta semana
Municípios da região aguardam público de 400 mil pessoas para a Regata Volta ao Mundo
  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click