Publicidade

Promenac Penha - Mais perto de você
Apab, Camila Lorenzetti e Tropeiros do Litoral estão entre os 10% selecionados para a mostra

Da Região - A dois meses para o início do maior festival de dança do mundo, programado para os dias 17 a 28 de julho, em Joinville, grupos da região comemoraram nesta semana a entrada na lista de aprovados para a competição. Entre eles estão representantes de Barra Velha, Balneário Piçarras e Itapema. Além de garantirem espaço para apresentar coreografias no palco principal em busca de troféus, eles também tiveram alguns trabalhos selecionados para os palcos que estarão espalhados pela cidade.

A Associação Parafolclórica Angelina Blahobrazoff, de Piçarras, que já tem em seu currículo um título na categoria Danças Populares Sênior, vai exibir neste ano a coreografia “Sinos da Noite”, que deve ser apresentada pela primeira vez ao público durante a 10ª Mostra de Danças da APAB, dia 26 de maio, no Ginásio Aurélio em Piçarras. Em Joinville, a APAB competirá com outros sete grupos.

Publicidade
 

- O festival de Joinville para nós é considerado sempre o grande desafio. Muitos grupos apelam para efeitos de iluminação, painéis, cenários e estilizações. Nossa dança tem o ponto fundamental que é a fidelidade à cultura russa, com técnica e movimentos coreográficos bem ensaiados que podem ser algo que chame a atenção para uma boa nota, avalia a integrante Katia Blahobrazoff.

Um dos adversários que a APAB encontrará no palco é um velho conhecido. O Grupo Folclórico Tropeiros do Litoral, de Itapema, tem dividido o espaço no festival há algumas edições. Segundo o coreógrafo Rudimar Nascimento, o grupo de raízes gaúchas levará o trabalho intitulado “Paleteada”. Também deve disputar a competição na categoria meia ponta, com bailarinos até 12 anos, na qual é o atual campeão. Nessa categoria, a coreografia será “Lendas e Cantigas Açorianas.” Outras quatro coreografias foram aprovadas para os palcos abertos do festival.

O terceiro representante da região vem da cidade de Barra Velha. O Studio de Dança Camila Lorenzetti tem sido um celeiro de talentos há anos e prova disso é a presença constante no principal palco da dança. Pelo segundo ano seguido a pequena Poliana Baraúna competirá pela categoria Jazz Solo. No ano passado, o trabalho apresentado rendeu um 2º lugar com gosto de primeiro, já que não houve nota maior que a da barravelhense.

A aposta deste ano é na coreografia “Uma velha infância”, apresentada em dois festivais e já com premiações.

- Menos de 10% das coreografias enviadas são aprovadas para a competição, por isso todos comemoram e aguardam tanto este resultado. Nosso objetivo principal é sempre superar nossos próprios resultados.

Leia também: 
 
 
 
 
Publicidade
  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click