Publicidade
Central de monitoramento  já é realidade em outras cidades do estado
Medida depende da Secretaria de Administração, que não quis falar sobre o assunto
 
O Conselho de Segurança de Balneário Piçarras (Conseg) se reuniu na noite de quarta-feira (22) para discutir assuntos relacionados à segurança pública no município. O destaque da reunião ficou por conta do projeto de instalação das câmeras de videomonitoramento, que há mais de três anos ainda não saiu do papel.
 
Durante o encontro, foram apresentados modelos de novas faixas e placas que serão colocadas nos bairros, as novas datas das palestras do projeto “Olhar de Perto”, novos projetos do Corpo Bombeiro Militar e foi discutida também a construção de um novo quartel da Polícia Militar.
 
Segundo o presidente do Conseg, Deyvid de Moura, a decisão para instalação das câmeras de videomonitoramento está nas mãos da Prefeitura de Balneário Piçarras. “A prefeitura precisa reajustar o termo aditivo para prosseguir na coleta das assinaturas. As câmeras de monitoramento vão ser instaladas, a agilidade agora depende do município”, alertou o presidente do Conseg.
 
A reportagem do Expresso das Praias tentou conversar com a secretária de Administração de Balneário Piçarras, Ana Wilvert, sobre o termo aditivo, mas ela disse que não iria passar nenhuma informação por telefone. A reportagem foi à Prefeitura na manhã de quinta-feira (23) e esperou pela secretária até as 9 horas, mas não foi atendida.
Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click