fbpx
Segundo PM, indiciados portavam quantia “exorbitante” de R$ 2.171

PIÇARRAS - As polícias Civil e Militar deflagraram nesta semana uma ação especial para reprimir a operação de jogos ilegais na cidade. Segundo o relato, dia 03, alguns policiais à paisana dirigiram-se até o local suspeito e flagraram duas máquinas caça-níquel em funcionamento, uma máquina de bingo online e um aparelho celular usado para emitir números do jogo.

Segundo os agentes, os equipamentos caracterizam a prática do crime. Além disso, um dos frequentadores da casa também teria admitido estar no local apenas para jogar. Durante a revista pessoal nenhum valor em dinheiro foi encontrado com ele. Já com um homem e uma mulher apontados como donos do estabelecimento, a PM declara ter apreendido um total de R$ 2.171,00. Ao divulgar a operação, a Polícia considerou esse valor “exorbitante” e afirmou que os dois confirmaram ser os responsáveis pelo local.

Continua depois da Publicidade

“Durante mais buscas no interior do estabelecimento, encontrou-se, também, um recipiente com a quantia de R$2,35 (dois reais e trinta e cinco centavos), um caderno de contabilidade, duas televisões, um receptor de televisão, uma pasta contendo dois contratos e um laudo pericial falsificado. Destaca-se que o referido laudo falsificado visava garantir a legalidade de operação dos equipamentos”, afirma nota oficial da PM.

Os policiais disseram que o estabelecimento não abrigava nenhuma outra atividade e não tinha alvará de funcionamento. O homem e a mulher devem ser indiciados pela prática de jogos de azar. O frequentador vai responder por participar como ponteiro ou apostador.

  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click