fbpx
Os dez presos são suspeitos de praticar 12 crimes pelo estado

ESTADO - A Polícia Civil de Santa Catarina desencadeou a Operação Saldo Negativo na manhã da quarta-feira (21) e prendeu integrantes de uma quadrilha de caixeiros, como são chamados os ladrões de caixas eletrônicos. A investigação, realizada em conjunto pelas Divisões de Investigação Criminal (DICs) de São Bento do Sul e Mafra, identificou dez integrantes da associação criminosa que praticou 11 furtos e um roubo em diversas cidades do Norte e Sul de Santa Catarina - todos contra agências de uma cooperativa de crédito.

Segundo o delegado Gustavo Muniz Siqueira, da DIC de São Bento do Sul, a quadrilha visitava as cidades e danificava caixas eletrônicos nas vésperas dos crimes, deixando apenas um em funcionamento para que os clientes fossem obrigados a efetuar depósitos em apenas um equipamento. No dia seguinte, munidos de pé-de-cabra e outras ferramentas, os criminosos arrombavam o caixa e subtraíam valores e cheques de envelopes de depósito.

Continua depois da Publicidade

A primeira ação criminosa ocorreu na cidade de Campo Alegre, em 21/04/2019, data em que os investigados furtaram também a agência de Rio Negrinho. As outras empreitadas criminosas ocorreram alternando região Sul e Norte, mas em uma das ocasiões ambas as regiões foram visitadas pelos criminosos.

Diante da extensa investigação, foram expedidos dez mandados de prisão pela Justiça de São Bento do Sul e outros cinco pela Justiça de Mafra, além de 17 mandados de busca e apreensão, 11 cumpridos em Joinville. Além de furtos e do roubo, as ordens de prisão se deram pela formação de associação criminosa, com suspeitos de Santa Catarina e de São Paulo.

Quatro homens foram presos em Joinville, na região do Bairro João Costa. Celulares e outros elementos de provas dos crimes foram apreendidos. Dois dos presos foram encaminhados para o Presídio de Joinville e outros dois para São Bento do Sul, onde serão interrogados.

O inquérito da DIC de São Bento do Sul será concluído nos próximos dias e encaminhado às delegacias dos locais dos demais crimes para instruir as respectivas investigações. A procura pelos que tiveram prisão decretada e não foram localizados prossegue. Participaram da operação policiais civis de São Bento do Sul, Rio Negrinho, Campo Alegre e Joinville.

  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click