Publicidade

Dupla é suspeita de atacar outros estabelecimentos na cidade

Barra Velha - Dois jovens armados foram presos ao tentar assaltar um comércio na Rua Waldemar Francisco, bairro São Cristóvão na terça-feira (13). Mas eles não esperavam pela reação do comerciante e da comunidade, que ajudou a imobilizar a dupla até a chegada da polícia. Em duas semanas, esse é o segundo caso em que a população age para prender suspeitos em flagrante.

Publicidade

Depois de anunciar o assalto, um dos criminosos rendia os clientes enquanto o outro retirava o dinheiro dos caixas.  Armado, o dono do estabelecimento acompanhava a ação dos criminosos de dentro do escritório, localizado no segundo piso. Ele municiou uma espingarda calibre 12 e, agindo em legítima defesa, efetuou disparos contra os dois rapazes. Mesmo atingidos eles iniciaram a fuga e deixaram um revólver calibre 32 no local.  

A fuga aconteceu em direções opostas. O primeiro foi detido por moradores do bairro há alguns metros a frente do local do assalto. O segundo acabou sendo pego por um policial militar que estava de serviço em um beco próximo ao local do crime.  

Em seguida, as demais guarnições chegaram ao local para realizar a prisão em flagrante. Atingidos os dois receberam atendimento do Corpo de Bombeiros Militares, foram encaminhados ao Pronto Atendimento e transferidos para um hospital de Joinville, onde foram estabilizados.  

Continua depois da Publicidade

Histórico de crimes

Um dos detidos tem histórico criminal. Trata-se de Alex Adriano Correia Santos, 20 anos, que estava com mandado de prisão em aberto por roubo. Ele também já respondeu por receptação, adulteração de veículo, organização criminosa, posse e tráfico de drogas. Seu comparsa é o menor A.d.S., 16 anos. Ambos também são suspeitos de terem realizado uma série de roubos em estabelecimentos comerciais de Barra Velha nos últimos dias.  

O comandante da Polícia Militar de Barra Velha, Tenente Ruy Florêncio Teixeira Junior, lembra que essa é a segunda ocorrência em menos de um mês que a participação da comunidade foi decisiva para a prisão dos suspeitos.  

Leia também: Moradores imobilizam e dão voz de prisão a dupla que tentou assaltar de assaltar entregador

- Ao mesmo tempo que recomendamos a não reação da vítima em qualquer tipo de ação criminosa violenta, não podemos deixar de ficar extremamente gratos pela forma como os cidadãos da nossa região têm colaborado e dado força para que a Polícia Militar continue preservando a segurança de todos - afima. 

Continua depois da Publicidade

Arma tem registro

O Expresso das Praias entrou em contato com o comerciante que efetuou os disparos, mas ele se negou a comentar o fato. Segundo a Polícia Civil, a arma é registrada e como foi utilizada dentro da propriedade não seria necessário o registro de porte. O comerciante foi ouvido na Delegacia Civil e dispensado posteriormente. A Polícia deverá abrir um inquérito para confirmar a legalidade dos disparos.

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click