Publicidade
(Fotos: Paulo Henrique Rodrigues de Santana | PMSC)

Esta é a maior convocação já feita pelo Governo de SC, mas déficit de efetivo continua

Estado – O governador Raimundo Colombo (PSD) assinou na manhã desta segunda-feira (20), no no Centro de Ensino da PMSC, em Florianópolis, a chamada de 1084 novos policiais militares aprovados no último concurso público da Polícia Militar de Santa Catarina. Trata-se da maior convocação da história da PMSC, mas não representa necessariamente aumento de efetivo, segundo a Associação dos Praças de Santa Catarina (Aparasc).

Publicidade

Vivemos um momento difícil, com receita limitada, mas sabemos que a questão da segurança pública é o grande desafio nacional e uma prioridade de Santa Catarina. Essa é uma medida ousada, mas que se não fosse tomada agora, teria um custo muito maior no futuro – discursou Colombo.

Os novos policiais militares chamados são os excedentes do último concurso da categoria realizado no Estado, pelo qual já foram chamados 711 aprovados. Agora, com a chamada de mais 1.084 policiais militares (987 homens e 97 mulheres), todos os aprovados foram convocados.

Todos terão um prazo de 75 dias para se prepararem e o curso de formação terá início dia 2 de maio, em diferentes unidades de Santa Catarina. A formatura está prevista para a primeira quinzena de dezembro, quando os novos policiais serão incorporados aos batalhões.

Continua depois da Publicidade

 

 

 (Divulgação | Aprasc)

Déficit de efetivo continua

Continua depois da Publicidade

Em nota, a Associação dos Praças de Santa Catarina (Aprasc) comemorou a chamada dos 1.084 excedentes do concurso da Polícia Militar de 2015. A entidade reconheceu o esforço do governador e parabenizou os convocados, mas afirmou que a medida não representa ampliação do efetivo da PM. 

Segundo a Aprasc, os novos soldados preencherão apenas parte das baixas de policiais aposentados nos últimos 4 anos que contribuíram para uma redução de 10,05% no efetivo da PMSC entre 2014 e 2017. Nesse mesmo período, a população catarinense aumentou 4,48%. (Veja na tabela). 

Essa defasagem no efetivo vem ocorrendo há pelo menos duas décadas. Para se ter ideia, o efetivo atual da PM em Santa Catarina, de 10.386 (dado do Portal de Transparência da Secretaria de Estado da Fazenda referente à janeiro de 2017), é menor do que na década de 80, quando havia 13 mil policiais para um total de 3 milhões de habitantes - menos de metade da população de hoje, que é de 7 milhões. (Leia a nota da Apasc)

Distribuição

Segundo o comandante-geral da PMSC, coronel Paulo Henrique Hemm, os novos profissionais serão distribuídos de acordo com critérios técnicos, como aumento populacional de cada cidade, número de ocorrências locais e demandas reprimidas. 

Continua depois da Publicidade

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, lembrou que, com a nova chamada, metade do efetivo da Polícia Militar foi convocada no atual governo. Desde 2011, já haviam sido convocados 4.019 policiais militares. Com a nova chamada, o número sobe para 5.103 profissionais novos convocados desde 2011. E o efetivo total da PM passa de 11 mil.

No ato, o governador anunciou ainda que no segundo semestre deste ano também serão chamados novos policiais civis e técnicos do IGP e realizado um novo concurso para o Corpo de Bombeiros. 

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click