Publicidade
Unidade escolar vai dar início às aulas normalmente e espera recuperar parte do material roubado

 

Eles renderam funcionários que realizavam reparos no prédio

Publicidade

 

Penha - A Escola Estadual Edith Prates Gonçalves foi assaltada por dois homens armados na manhã de domingo (14). Os bandidos levaram do local cerca de R$ 100 mil em equipamentos eletrônicos. A Polícia Militar (PM) chegou a ser acionada, mas ninguém foi preso.

 

Continua depois da Publicidade

O crime aconteceu por volta das 10h, na Rua Vereador Arnô Reinaldo da Silva, bairro Santa Lídia. Dois funcionários de uma empresa terceirizada faziam o conserto do telhado da sala de informática da escola quando foram abordados pela dupla. Eles amarraram e trancaram os trabalhadores no depósito.

 

 

Em seguida, os criminosos arrombaram as portas da secretaria e da sala de informátic, de onde levaram 30 ventiladores de teto na caixa, três notebooks, 20 computadores, dois tabletes, uma máquina lava jato, três projetores, oito botijões de gás e dois projetores novos. 

 

Continua depois da Publicidade

Os assaltantes colocaram os produtos em dois carros e fugiram. As placas dos veículos estavam encobertas.

 

Após o assalto, um dos funcionários conseguiu se desamarrar e gritou por socorro de uma janela. Um vizinho ouviu o chamado em ligou para a PM, que esteve no local. Viaturas chegaram a fazer rondas pela região, mas nenhum suspeito chegou a ser preso.

 

Prejuízo

Continua depois da Publicidade

 

O prejuízo estimado, segundo a direção da unidade escolar, é de R$ 100 mil. Segundo diretora Silvane Grothovski, alguns produtos podem ser recuperados.

 

- Todos os equipamentos possuem identificação da Secretaria de Educação e alguns deles possuem rastreadores e podem ser localizados. Até o momento não recuperamos nada - diz.

 

Silvane garante o assalto não vai atrapalhar o inicio do ano letivo.

 

Continua depois da Publicidade

 

- Teremos aulas normalmente na segunda-feira (22). A única diferença é que não vamos ter aulas na sala de informática. A Gerência Regional de Educação está providenciando a substituição dos equipamentos levados - explica a diretora.

 

 

O caso será investigado pela Polícia Civil de Penha. A reportagem tentou conversar com o responsável pela delegacia do município, Alan Coelho, na tarde de terça-feira (16), mas ninguém atendeu a ligação.

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click