LEIA TAMBÉM: Coronavírus em SC: Polícia Militar ultrapassa 200 mil fiscalizações no trabalho de combate à Covid-19

O Boletim mais recente da Defesa Civil Regional em Itajaí apontou, de 18 de março até 03 de setembro, um crescimento do número de casos confirmados totais acumulados, óbitos, curados. A variação de casos confirmados e atuais também foi positiva, mas apresenta declínio desde o fim de agosto.

Em todo o estado são 12 regiões em risco grave:

  • Grande Florianópolis,
  • Carbonífera,
  • Extremo-Sul,
  • Alto Uruguai Catarinense,
  • Foz do Rio Itajaí,
  • Médio Vale do Itajaí,
  • Alto Vale do Itajaí,
  • Planalto Norte,
  • Xanxerê,
  • Serra,
  • Meio-Oeste,
  • Oeste

O Extremo-Oeste saiu de risco grave (laranja) para risco alto (amarelo). 

O boletim mostra um arrefecimento da doença no Estado. O número de regiões em risco gravíssimo é o menor desde o início da avaliação de risco regional, mas ainda é considerado grave na maior parte do território. No final de julho e início de agosto, eram 12 regiões com classificação gravíssima.

09 12h estado covid hsopital da9e0

Relembre: Penha e Piçarras registram aumento de casos e mortes acima da média estadual

Para realizar a avaliação, o governo do Estado leva em consideração os índices de casos ativos e recuperados, incidência, letalidade e velocidade de avanço do vírus.

Continua depois da Publicidade

Conforme cada classificação, os gestores são orientados a seguir uma série de ações, que variam desde o reforço nas medidas de isolamento social, aumento na testagem e isolamento de casos, reorganização dos fluxos assistenciais, e ampliação de leitos.

COM INFORMAÇÕES DA RCN/ADJORI E CIGERD ITAJAÍ