fbpx
Servidora da Casa está entre os participantes do "Pagode Clandestino"
Compartilhe:

PIÇARRAS - O resultado dos primeiros exames dos convidados do “Pagode Clandestino”, realizado durante a quarentena, levou ao fechamento do Registro de Imóveis e da Câmara de Vereadores de Balneário Piçarras. Funcionários dos dois locais que participaram do encontro foram afastados para quarentena. 

O Registro de Imóveis já foi aberto depois de passar por uma sanitização, enquanto a Câmara de Vereadores de Balneário Piçarras teve o expediente suspenso desde segunda-feira (11)  para que o espaço também fosse desinfetado. O expediente deve ser retomado a partir desta terça-feira, dia 19.

Continua depois da Publicidade

Ao Expresso das Praias, o presidente da Casa, João Bento de Moraes (PSDB) confirmou nesta quinta-feira (14) que uma servidora da Casa participou do evento ilegal. 

“Tem muita gente comentando o caso, mas aqui na Casa já iríamos fazer uma sanitização, porque há muita gente circulando”, esclarece.

2020_05_15_21h30_picarras_camara.jpg
(Foto: Arquivo | Divulgação)

Registro de imóveis

O Registro de Imóveis de Balneário Piçarras também esclareceu as medidas que foram tomadas para evitar a contaminação do ambiente. 

O responsável pelo serviço, João César Martins, confirma que uma funcionária compareceu na festa foi trabalhar normalmente e, alguns dias depois testou positivo para a Covid-19.

“Se ela não tivesse feito o teste não teria percebido que estava com a doença apresentou sintomas leves essa moça está em quarentena”, afirma. 

Segundo ele, após a confirmação do resultado, o cartório passou por uma sanitização realizada por uma empresa especializada e ficou fechado por 2 dias.

Outras quatro pessoas do quadro de funcionários foram afastadas por suspeita da doença. Tanto eles, como os demais familiares e pessoas que tiveram contato com a funcionária diagnosticada, não passaram por exame ainda.

Antes do caso, o Registro de Imóveis já havia adotado uso de máscaras e álcool em gel. 

“Tomamos todos os cuidados possíveis e assim que soubemos das suspeitas de Covide-19  já afastamos as pessoas, elas estão sob quarentena”, garante César.

O Expresso das Praias entrou em contato com duas pessoas que aparecem em imagens supostamente captadas durante o “Pagode Clandestino”.  Ambas negaram que tenham participado e não quiseram falar a respeito.

* COLABORAÇÃO: ANA PAULA SALVADOR

Leia também:
"Pagode Clandestino": Polícia espera fim de quarentena para ouvir participantes
Em meio à pandemia, SC autoriza treinos e estuda retomada do futebol profissional
No dia da enfermagem, profissionais denunciam agressões e falta de equipamentos
Em mais de 700 atendimentos, município realiza 59 testes e confirma nove casos de Covid-19
 
 
Compartilhe:
  • 1
  • 2