fbpx
Vacinação contra gripe tem estratégia especial para reduzir risco de contágio
Compartilhe:

BARRA VELHA - O município aguarda a chegada de um novo lote da vacina contra gripe (Influenza) para retomar a campanha de vacinação interrompida nesta quarta-feira, dia 25, quando terminou o primeiro lote enviado pelo Estado. A estratégia para a segunda fase deve ser de alcançar o maior número possível de pessoas com idade acima dos 55 anos. A Secretaria de Saúde realiza o cadastramento do público que não pode ou tem risco de se deslocar até os pontos de vacinação. 

Continua depois da Publicidade

Em entrevista ao Expresso das Praias, o secretário municipal de Saúde, Ronnye Peterson Nasser dos Santos fez um balanço da campanha de vacinação e da quarentena contra o novo coronavírus em Barra Velha. A Prefeitura realiza um mapeamento em relação aos acamados, que deverão ser visitados em casa para receber a dose contra os vírus H1N1, H3N2 e do tipo B.

O primeiro lote de vacinas contra gripe, com 1.400 doses, priorizou os profissionais de saúde e pessoas com mais de 60 anos. A distribuição é realizada com adoção medidas sanitárias de descontaminação e práticas para evitar aglomeração de pessoas nos seguintes locais: Ginásio do Centro, Ginásio do bairro São Cristóvão e Salão Paroquial de Itajuba.

Leia também: Penha recebe mais doses da vacina contra gripe e prioriza atendimento em casa

Todas as doses são registradas e rastreadas pelo Ministério de Saúde para sejam destinadas prioritariamente ao público alvo. Na primeira etapa, ele estima que cerca de 25% a 30% da meta tenha sido atingida. A expectativa é de que o novo lote chegue até o fim desta semana. 

Coronavírus

O município reforçou que mantém as medidas sanitárias e de restrição à circulação de pessoas e abertura de empresas. As orientações são da Organização Mundial da Saúde (ONS) e do Governo do Estado.

"É importante o isolamento social... fazer a higienização. Ter um local em casa para fazer uma barreria, trocar de roupa, fazer higienização das mãos, dos antebraços. É importante a gente manter essa postura, isolamento social... Estamos lidando com uma pandemia, um caso muito sério. Precisamos ter muita responsabilidade para lidar com essa situação", alerta. 

A única notificação de caso suspeito foi descartado pelo Laboratório Central do Estado (Labcen). Segundo Peterson, uma mudança no protocolo determina que apenas casos pacientes que já estiverem internados sejam submetidos ao teste.

*COM REPORTAGEM DE ALAN WILLIAN - CONECT LITORAL
Leia também:
Penha recebe mais doses da vacina contra gripe e prioriza atendimento em casa
Moisés prorroga quarentena em SC e solicita mais doses da vacina contra gripe
Compartilhe:
  • 1
  • 2