fbpx
Atendimento em domicílio deve ser solicitado por telefone
Vacina não previne contra o coronavírus, mas evita contágio da gripe comum, que registrou 70 mortes em SC no ano de 2019 (Foto: Arquivo | Divulgação)
Compartilhe:

REGIÃO - A partir desta semana, o Sistema Único de Saúde (SUS) dá início à Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe (H1N1, H3N2 e tipo B). Para evitar que o público alvo entre em contato com pacientes que apresentem sintomas da Covid-19 e outras enfermidades, as Secretarias de Saúde de Barra Velha, Balneário Piçarras e Penha definiram salas isoladas, horários diferenciados e atendimento domiciliar.

Estão no grupo prioritário para receber a vacina: adultos a partir dos 55 anos, trabalhadores da área da saúde, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. O "dia D" será no sábado, dia 9 de maio.

Continua depois da Publicidade

Idosos e membros do grupo prioritário com dificuldades ou risco de locomoção devem contatar a unidade básica de saúde mais próxima para solicitar a vacina em domicílio.

Balneário Piçarras

Com uma estratégia diferenciada, a Vigilância Epidemiológica aplicará as imunizações com um calendário especial em cada Unidade Básica de Saúde aos sábados, das 8h às 17h. O trabalho começará no dia 28/3 com a UBS Central - que passou a atender junto à Sede da Secretaria de Saúde (prédio do NASF, na Avenida Getúlio Vargas). O calendário das demais unidades será confirmado posteriormente. 

"Essa divisão ocorre por conta da pandemia do Coronavírus (Covid-19) e por isso precisamos evitar as aglomerações nas salas de vacinas das Unidades Básicas de Saúde. Também haverá vacinação na casa das pessoas mais idosas e dos acamados”, acrescenta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Alessandra Reckziegel.

2020_03_23_12h_regiao_vacina.jpg

Penha

Em virtude da epidemia do covid-19, todos os postos de saúde terão salas especiais somente para vacinação de idosos. A campanha se realiza de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, nas unidades básicas de saúde de Armação, Centro, Santa Lídia, Mariscal e Gravatá. Eles também podem ligar para a unidade de saúde do bairro, informar nome e endereço para solicitar a vacinação em casa.

“Agora é importante deixar os idosos e os profissionais de saúde que estão combatendo o corona receberem a imunização, dando preferência a eles nas unidades de saúde, pois a gripe ainda é uma causa de mortalidade alta nos idosos acima de 60 anos”, lembra a enfermeira da vigilância epidemiológica de Penha, Jaine Spricigo.

Ela lembra que não há eficácia da vacina da influenza contra o coronavírus e pediu calma aos moradores.

Influenza em Santa Catarina

Em 2020, até o dia 16 de março, foram confirmados 20 casos de Influenza (gripe) em Santa Catarina, sendo 10 por Influenza A H1N1, sete Influenza B e três estão aguardando confirmação do tipo. Nenhum óbito notificado até o momento.

No ano passado, foram 512 casos de influenza confirmados em Santa Catarina, sendo 376 pelo vírus A (H1N1), 63 pelo vírus A (H3N2), 17 aguardando subtipagem, 55 pelo vírus Influenza B e 1 encerrado por vínculo epidemiológico. Destes, 70 morreram.

Leia também:
 
 
Compartilhe:
  • 1
  • 2