fbpx
Número se refere ao período entre 21 de dezembro e 05 de janeiro

PENHA - Foram duas semanas de muito trabalho para a equipe do Pronto-Atendimento 24 horas. Nesta época do ano, quando se calcula que o município de 38 mil habitantes receba até 150 mil pessoas, o movimento mais que triplica na principal unidade de saúde do município.

Para dar conta dessa demanda, a unidade passou a contar, desde o dia 20 de dezembro, com dois médicos em todos os horários, além da equipe de 13 profissionais que trabalham diariamente no local, com serviços de enfermagem, curativos, raio-x e exames laboratoriais.

Continua depois da Publicidade

“A temporada de verão sempre é um desafio, mas criamos um sistema totalmente informatizado que dá grande agilidade no encaminhamento dos atendimentos”, explica a diretora do P.A. Rosemari Correia Gonçalves.

Cada serviço prestado pelo Pronto-Atendimento é registrado: a chegada do paciente, o período de pré-atendimento, a triagem, o encaminhamento ao médico, o período de observação, se necessário, até o momento em que ele deixa a unidade de saúde.

Com base nesses dados registrados, o Pronto-Atendimento informou que entre os dias 21 de dezembro a 05 de janeiro, 3.276 pessoas receberam assistência profissional na unidade de saúde. O tempo médio de atendimento registrado foi de 1 hora e meia.

“Houve dias de maior movimento, e houve casos mais complicados que demandam período de observação na unidade, onde o paciente fica sob monitoramento, ou à espera do resultado do raio-x”, admite a diretora. “Mas a média reflete desde as pessoas que foram atendidas em menos de meia hora até aquelas que levaram mais tempo”.

O atendimento no P.A. é feito por classificação de risco. A classificação amarela (urgente), teve média de atendimento de 43:56 minutos.

Para a classificação muito urgente (laranja), a média foi de 58:38 m, enquanto na emergência (vermelha), a média foi de 01 hora e 07 m. A classificação pouco urgente (verde) teve média de até 01 hora 10 m; a classificação azul (não urgente) teve a maior média de espera: 2 horas.

Leia também:
Águas de Penha presta contas sobre ações paliativas para a temporada de verão
Municípios de Penha e Piçarras implementam políticas para controle da população animal

 

  • 1
  • 2