Ele foi o candidato mais votado em um segundo turno na história do estado

Desconhecido na maior parte do estado até o começo da campanha, o governador eleito tinha menos de 1% das intenções de voto nas primeiras pesquisas. Com pouco tempo de TV, mas intensa campanha nas redes sociais, atingiu a maior votação da história do estado no segundo turno depois de se vincular à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) em Santa Catarina. 

A vitória de Carlos Moisés da Silva também levou ao Centro Administrativo do Estado a produtora rural Daniela Cristina Reinehr, que será a primeira vice-governadora de Santa Catarina. Ambos estão filiados ao Partido Social Liberal (PSL), ao qual se filiaram no começo deste ano, e venceram a disputa no segundo turno com 71,09% dos votos válidos (2.644.179 votos). Na região, esse percentual passou dos 80% em Piçarras e Penha e dos 75% em Barra Velha.  

Na sede do TRE-SC, Carlos Moisés concedeu entrevista coletiva em que reafirmou o compromisso de administrar um Estado mais enxuto, com equipe técnica nos cargos principais do governo. 

“Temos plena consciência da responsabilidade que recai sobre os nossos ombros com esse resultado”, disse. “Nossa campanha foi feita sem uso de fundo partidário, de maneira simples, que trouxe a esperança na renovação da política, para fazer diferente, um Estado mais ágil, competitivo e que olhe para as pessoas.”

Perfil do governador

O governador eleito, que utilizou durante a campanha o nome de Comandante Moisés, vai ocupar seu primeiro cargo eletivo. Nascido em Florianópolis, tem 51 anos, é casado, pai de duas filhas, e reside atualmente em Tubarão, no Sul do estado.

Bacharel e mestre em Direito, é oficial formado no curso de Formação de Oficiais da Academia da Polícia Militar de Santa Catarina. Ingressou no Corpo de Bombeiros Militar em 1990. Na corporação, além de funções de comando, atuou como coordenador regional de Defesa Civil no Sul do estado, trabalhou como corregedor-adjunto dos Bombeiros e foi assessor na Secretaria de Justiça e Cidadania (SJC). Chegou à patente de coronel e se aposentou dos Bombeiros em 2016.

Moisés também foi professor universitário de Direito Constitucional e Administrativo na Unisul. Em março deste ano, filiou-se no Partido Social Liberal (PSL) e teve seu nome referendado para a disputa do governo estadual no começo de agosto.

Vice-governadora

Nascida em Maravilha, no Oeste, Daniela Reinehr tem 41 anos e é solteira. Formada em Direito, esteve durante três anos na Polícia Militar. É produtora rural e atualmente reside em Chapecó e também nunca ocupou cargo eletivo. 

2018_10_30_06h_estado_daniela.jpg
Daniela Reinehr é do oeste do estado (Reprodução | Facebook)

Oposição

O deputado estadual Gelson Merisio (PSD), que disputou o segundo turno com Moisés, afirmou, em entrevista coletiva, que respeita o resultado das urnas, mas que se colocará como oposição consciente ao novo governador.

“Houve um processo verticalizado na eleição do segundo turno e temos que respeitar o resultado. Vamos torcer para que as medidas sejam acertadas, mas cobrar para que dê certo, no papel de oposição e de cobrança dos compromissos assumidos”, disse Merisio, que agradeceu pelos votos recebidos.

 
*COM INFORMAÇÕES DA AGENCIA AL E TRE/SC
Publicidade
  • 1
  • 2
Publicidade
X

Right Click

No right click