Publicidade
Rua Recanto do Sol está entre as selecionadas para as obras de urbanização

Badesc vai financiar R$ 1,5 milhão para obras em 13 ruas do norte

 
Piçarras - A Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade, na terça-feira (25), um empréstimo do Banco de Fomento Santa Catarina (Badesc) para pavimentação de 13 ruas no bairro Itacolomi. O valor financiado sem juros é de R$ 1,5 milhão. Com a autorização do legislativo, o próximo passo é a assinatura do convênio. A pedido dos vereadores, a Prefeitura encaminhou esclarecimento informando quais ruas seriam pavimentadas, informação que não constava no projeto original.
 
Serão pavimentadas as ruas Biguá, Figueiras, Bromélias, Canto do Sol, Querência, Pirabeiraba, Gaivota, Mario Neto, Santa Luzia, Ilhota, Santa Catarina, Emanuel Pinto e Paulo Benz. As obras devem começar assim que a licitação pública para a escolha da empresa que fará a pavimentação esteja concluída.
 
O presidente da comissão  permanente que aprovou o empréstimo, Antônio Luiz Beduschi (PT), vê problemas no projeto: “Os R$ 1,5 milhão não são suficientes para pavimentar todas as ruas. Será preciso utilizar pelo menos os R$ 2,4 milhões que o município tem disponível pelo Fundam (Fundo Nacional de Apoio aos Municípios). Não sei como o prefeito vai fazer”.
 
O secretário de Obras, e irmão do vereador petista, Hélio Beduschi, disse que o dinheiro é suficiente e que vai conversar com prefeito nos próximos dias para agilizar as obras. “Agora devo conversar com o prefeito para acertar os detalhes dos projetos”, completa.
 
Discussão acirra ânimos entre governistas e bancada de oposição
 
Em razão do período eleitoral e dos prazos para assinatura do convênio, o prefeito Leonel Martins (PSDB) solicitou a Câmara que votasse o projeto em regime de urgência. A discussão em torno do pedido acirrou os ânimos entre a bancada governista e a oposição, que acusa o líder do governo, Ivo Fleith (PSDB) de ter votado contra pedidos semelhantes durante a gestão anterior. 
 
- Nós votamos pelo município. Agora teve vereador que na gestão passada votou contra - alfinetou Gegê (PP), que foi desafiado por Fleith:
 
- Se eu votei contra algum projeto dessa natureza na gestão passada, me mostra aqui que eu renuncio - prometeu o líder do governo.
 
Em resposta, Julio Teixeira (PP) mostrou ata de votação única da lei 63/2009, em que o município pedia aprovação em regime de urgência de projeto lei que autorizava empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS). Na época, Ivo Fleith votou contra a iniciativa.

 

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click