Publicidade
"MÃOS LIMPAS"
Nova liderança do MDB promete governo "sem amarrações com esse ou aquele grupo"

BARRA VELHA - Para retornar ao comando da Prefeitura, o MDB aposta no professor Juliano Bernardes, que também é vereador e presidente do partido no município. Mais uma vez, o partido está coligado com PSB, que indicou o vice Antonioni Magalhães.

Juliano Bernardes tem 36 anos, é pós-graduado em História e atua na rede municipal e privada de ensino. Na eleição de 2016 foi eleito vereador com a segunda maior votação. 

Publicidade

Na Câmara, ele atua em oposição ao atual governo e promete uma "Barra Velha de Mãos Limpas" caso eleito. Durante entrevista concedida dia 05/10, ele detalhou que parte dessa proposta depende apenas de uma mudança de atitude em relação à transparência:

Uma coisa que também é inadmissível e que ocorre aqui em Barra Velha são as audiências públicas que ninguém fica sabendo ou que são comunicadas com algumas horas de antecedência, não é isso o que queremos, nós queremos uma gestão participativa, uma gestão onde o gabinete está de portas abertas, onde o prefeito e o vice estão nos bairros ouvindo e atendendo os anseios da comunidade

Também afirma que o projeto de revisão doPlano Diretor não foi colocado em votação ainda porque não atende aos interesse de determinados grupos:

Muitas vezes, quando se inicia uma campanha eleitoral, e esse foi um dos motivos da nossa coligação ser enxuta porque nós não queremos amarrações com esse ou aquele grupo. Ou esse ou aquele empresário, ou esse ou aquele conglomerado de empresários, entendeu?", afirma.

O candidato diz que a Educação "será a menina dos olhos" de um possível governo do MDB. Entre as principais ações ele defende reaparelhamento das escolas, ampliação do ensino em tempo integral e valorização dos profissionais do magistério:

Continua depois da Publicidade

nós já temos o projeto hoje de uma escola lá para o bairro Vila Nova, que será uma escola modelo, nossa ideia para o primeiro ano de gestão é iniciar com essa obra, com esse projeto e temos que incentivar aqui em Barra Velha a questão de uma educação integral,nós temos em vários municípios, e cito como exemplo Penha que dispõe de uma escola de educação integral funcionando legal", afirma.

Na área da saúde ele defende reforço na atenção básica, com ampliação de serviços:

Nós não estamos aqui prometendo um hospital, porque eu defendo essa tese que nós temos que ir passo a passo, nós temos que pensar inicialmente em um pronto atendimento decente.

Bernardes é um dos participantes desta série de entrevistas em que o Expresso das Praias abre espaço para todos os candidatos apresentem ao eleitor suas propostas para os municípios de Barra Velha, Balneário Piçarras e Penha. 

Confira a agenda e assista às entrevistas:
● 17/10 - André Rosa (PT) - Barra Velha
● 18/10 - Fábio Silva (PSD) - Balneário Piçarras
● 19/10 - Evandro dos Navegantes (PSDB) - Penha
● 20/10 - Douglas Costa (PL) - Barra Velha
● 21/10 - Thiago Balt (MDB) - Balneário Piçarras
● 22/10 - Biano Souza (PP) - Penha
● 23/10 - Thiago Pinheiro (PP) - Barra Velha
● 24/10 - Gegê (PP) - Balneário Piçarras
● 25/10 - Isac Costa (PL) - Penha
● 26/10 - Professor Juliano (MDB) - Barra Velha
● 27/10 - Gustavo Machado (PRTB) - Penha
● 28/10 - Aquiles Costa (MDB) - Penha
● 29/10 - Betão (PT) - Penha

Ele também foi convidado, e chegou a confirmar participação, no debate realizado dia 15/10, mas optou por não participar. Em vídeo publicado nas redes sociais, o candidato condiciona sua participação à presença de todos os demais candidatos.

Continua depois da Publicidade
Assista ao debate:

O tempo desta entrevista é de no máximo 20 minutos. Ela foi gravada e publicada na íntegra, em ordem definida por sorteio.

Juliano: “Olá, Leandro. Olá, Ana. Olá, amigos. Olá, Barra Velha.”

Expresso das Praias: “Candidato, desde que o senhor lançou sua candidatura, ela foi feita numa coligação com menos partidos, apenas o MDB e o PSB, mas esses partidos já foram coligados em Barra Velha e não deu muito certo, teve um rompimento do vice com o prefeito. Dessa vez o que o MDB vai fazer de diferente para manter a unidade, caso seja eleito?”

Juliano: “É importante essa pergunta, esse esclarecimento que se comenta aí na rua, a política é viva, ela muda a cada momento, as pessoas vão mudando com o passar do tempo.

Quando aconteceu esse momento de rompimento lá atrás, e digo por mim, eu por exemplo, não fazia parte desse processo, optei pelo MDB uma vez que minha família tem uma ligação forte com o partido, desde pequeno gostei, participei e simpatizei com as ações do partido MDB, mas posso afirmar a você, a vocês, que estamos vivendo um novo momento na história, seja do MDB, ou seja do PSB.”

Continua depois da Publicidade

Expresso: “A revisão do Plano Diretor, que já deveria ter ocorrido, mas não ocorreu, está no seu plano de governo, para que saia do papel. Por que, na sua opinião ela não ocorreu ainda e o que o senhor imagina que Barra Velha precise rever neste Plano Diretor?”

Juliano: “Esta questão do Plano Diretor, a gestão do ex-prefeito Matias, fez a contratação de uma empresa, foram feitas as audiências públicas, o Plano Diretor ficou pronto e faltou a aprovação junto a Câmara. Nesses quatro anos fizemos, e bastante, a cobrança para que o Plano fosse votado, porém, essa gestão preferiu deixar o Plano engavetado e reiniciar uma discussão sobre o Plano Diretor.

26 19h professor juliano 3 0870d

O que aconteceu? Se passaram os quatro anos e nada do Plano ser aprovado, então em nossa gestão daremos prioridade para a discussão, para a aprovação desse Plano, levando em conta todas as necessidades da comunidade, a partir de audiências realmente públicas, porque o que não pode acontecer é o Plano ser dirigido ou direcionado para um determinado segmento da sociedade, não é isso o que queremos.

A nossa proposta é para que o Plano Diretor seja realmente democrático, seja construído de forma coletiva e que seja de acordo com os interesses de todos, ou da ampla maioria.”

Expresso: “Por que, na sua opinião, o Plano Diretor foi engavetado? Como o senhor mesmo usou esse termo. Por que não teve andamento a revisão deste Plano Diretor?” 

Continua depois da Publicidade

Juliano: “Porque alguns grupos não ficaram contentes. O que acontece? Muitas vezes quando se inicia uma campanha eleitoral, e esse foi um dos motivos da nossa coligação, ser formado por uma coligação extremamente enxuta porque nós não queremos amarrações com esse ou aquele grupo, ou esse ou aquele empresário, ou esse ou aquele conglomerado de empresários, entendeu?

Então já começamos certos, já começamos uma conjectura totalmente enxuta para que isso não ocorra, porque na minha visão o Plano não foi votado porque não estava de acordo com alguns interesses pessoais. Isso é muito forte aqui em Barra Velha, algumas pessoas acabam apoiando esse ou aquele candidato, acabam colocando bastante dinheiro nessa ou naquela campanha para depois ter a prefeitura nas mãos, e não é isso o que nós queremos.”

Hoje é vergonhoso saber que Piçarras tem 47% do tratamento de esgoto já funcionando, está iniciando o tratamento agora. Araquari está caminhando, Barra do Sul está caminhando e Barra Velha totalmente atrasada nesse sentido.

Expresso: “A gente sabe que a construção do Plano Diretor é coletiva, não é o prefeito nem o governo municipal que faz essa revisão. Na sua opinião, o que deve ser prioridade dentro desse processo?”

Juliano: “Barra Velha precisa levar em consideração a questão do saneamento básico. Cito como exemplo, nós estamos atrás de várias cidades aqui da região. Hoje é vergonhoso saber que Piçarras tem 47% do tratamento de esgoto já funcionando, está iniciando o tratamento agora. Araquari está caminhando, Barra do Sul está caminhando e Barra Velha totalmente atrasada nesse sentido.

Por conta disso, enquanto Piçarras está celebrando a bandeira azul, Barra Velha está com vários pontos de esgoto na praia. Nós temos aqui algo incrível, fantástico, que é a nossa lagoa, que é uma beleza natural incrível, porém, está lá pedindo socorro por conta da questão do esgoto.

Temos que ver esta questão dos prédios, a liberação, prédios altos, mais baixos, a região certa para que esses empreendimentos venham sim para o nosso município, só que de forma organizada. O que aconteceu com Barra Velha? Barra Velha está crescendo naturalmente e é um crescimento visto por todos, porém, está desorganizado. Então o Plano Diretor tem por objetivo principal reorganizar o crescimento da cidade.”

enquanto nossos alunos estão em seus celulares, com seus tablets, acesso a internet a todo momento, mas chega em sala de aula, lá está o professor, com quadro e giz, num sistema totalmente antiquado

Expresso: “O senhor é da área da educação, professor de história, e o seu plano de governo aborda já na primeira parte a área da educação. Qual é o panorama atual que o senhor faz da educação em Barra Velha e o que o senhor propõe para essa área?”

Juliano: “Sou professor, sou historiador, tenho uma ligação forte com a educação, pode ter certeza que isso não é demagogia, será a menina dos olhos do nosso governo. Então olharemos para a educação com todo o carinho e iremos investir na modernização das escolas.

Hoje, enquanto professor, sinto isso na pele, enquanto nossos alunos estão em seus celulares, com seus tablets, acesso a internet a todo momento, mas chega em sala de aula, lá está o professor, com quadro e giz, num sistema totalmente antiquado. Então temos sim que investir na modernização das escolas, internet de qualidade, data show em sala de aula, acesso a vídeos e todo o material que seja necessário, para tornar a escolas, as salas de aula bastante atrativa aos nossos alunos. E isso sem contar que precisamos aumentar a oferta de vagas, principalmente na educação infantil.

Hoje Barra Velha possui um sistema da fila única e nós temos muitas crianças que estão aguardando uma vaga no nosso sistema de educação infantil, precisamos ter uma escola municipal no centro de Barra Velha, nós já temos o projeto hoje de uma escola lá para o bairro Vila Nova, que será uma escola modelo, nossa ideia para o primeiro ano de gestão é iniciar com essa obra, com esse projeto e temos que incentivar aqui em Barra Velha a questão de uma educação integral,nós temos em vários municípios, e cito como exemplo Penha que dispõe de uma escola de educação integral funcionando legal.

Barra Velha já iniciou com esse projeto, porém, na escola isolada do Rio Novo, uma escola pequenininha, do bairro do interior, temos que trazer esse projeto para as nossas escolas aqui da área central, onde eu cito como exemplo os nossos principais bairros, onde a demanda é maior, o bairro São Cristóvão, bairro Itajuba, onde as necessidades são maiores nessa questão.”

Expresso: “Vereador, o senhor ocupando nesses últimos quatro anos um espaço lá na Câmara, o senhor tem acompanhado a formulação do orçamento do município e também a gestão fiscal do município. Com base nesse conhecimento que o senhor tem das contas do município, o senhor acredita que seria viável realizar essas prioridades já no primeiro ano? Quais são as dificuldades que o senhor vai encontrar, em termos financeiros para colocar esse plano de governo em prática, caso seja eleito?”

Juliano: “Nós temos, Leandro, que fazer uma reforma administrativa. Barra Velha precisa enxugar a máquina pública, nós temos que diminuir o número de comissionados, nós temos que dar oportunidade aos profissionais efetivos que estão em diversas áreas, e que até hoje não tiveram oportunidade de assumir uma função de confiança, uma vez que a prioridade infelizmente é mais a questão política, onde se dá cargo por questões políticas, e não por questões técnicas, então temos que fazer um grande enxugamento da máquina pública, temos que fazer o dever de casa para então pensarmos em dar início nessas obras.

Porque a partir desse enxugamento nós com certeza conseguiremos iniciar essas obras que serão o nosso carro chefe.”

Expresso: “Muito tem se falado em uma nova política, todos os candidatos querem ser o candidato da nova política, mas o que de fato a nova geração que está entrando agora na política, nós também podemos considerar o senhor de uma nova geração, um vereador em primeiro mandato ainda. O que de fato a sua geração, a nossa geração, tem feito na política de diferente?”

Juliano: “Nós temos que realmente pensar na política de verdade, essa questão da nova e da velha política é um termo que sinceramente não me agrada, mas nós temos que ter uma mudança de mentalidade, isso sim é necessário na política aqui de Barra Velha.

Posso afirmar, já começamos num caminho correto e estamos traçando esse caminho ao termos um professor, uma pessoa que teve apenas uma experiência no legislativo, não tem ainda aqueles vícios da política, com novas ideias, novas possibilidades. Busquei um vice totalmente novo na política, uma novidade, um advogado que faz um bom trabalho em nosso município, também não possui vícios políticos. Tudo isso para que possamos colocar em prática essas novas ideias, novas mentalidades, sem amarrações com essa ou aquela pessoa, ou grupo, uma política limpa, desprovida de interesses pessoais e que pensam realmente no coletivo.

26 19h professor juliano 1 4dd4c

Pensando nisso e para combater uma gestão monocrática, que é algo que nós não queremos em nossa gestão, nós iremos formar um conselho de desenvolvimento de Barra Velha, onde as decisões mais importantes passarão por esse conselho.

Uma coisa que também é inadmissível e que ocorre aqui em Barra Velha são as audiências públicas que ninguém fica sabendo ou que são comunicadas com algumas horas de antecedência, não é isso o que queremos, nós queremos uma gestão participativa, uma gestão onde o gabinete está de portas abertas, onde o prefeito e o vice estão nos bairros ouvindo e atendendo os anseios da comunidade.”

Expresso: “O senhor acredita que a sociedade de Barra Velha, os eleitores de Barra Velha estão preparados e estão dispostos a compartilhar essa responsabilidade com o governo eleito?”

Juliano: “Com certeza. E digo pela minha eleição como vereador, em minha eleição muitas pessoas falavam: “O professor Juliano é muito querido, mas não vai ganhar a eleição porque ele é pobre, porque não compra voto, porque não faz isso e não faz aquilo”. Os meus votos na campanha não apareciam, e no entanto, fui o segundo mais votado, então isso deixa claro o quanto os eleitores de Barra Velha querem e desejam a mudança, e é uma mudança necessária.

Barra Velha é uma cidade que tem tudo para dar certo, cabe uma gestão eficiente, inteligente e honesta.”

Então a nossa prioridade será a saúde, sim. Nós não estamos aqui prometendo um hospital, porque eu defendo essa tese que nós temos que ir passo a passo, nós temos que pensar inicialmente em um pronto atendimento decente.

Expresso: “Candidato, nós estamos chegando quase ao final da entrevista, a gente sabe que estamos passando por uma crise de saúde muito séria, isso afetou todos os municípios, afetou o Brasil inteiro e o mundo. Como o senhor vê a situação de Barra Velha diante do enfrentamento dessa crise sanitária e também econômica, e o que o senhor propõe para enfrentar essa crise de diferente do que está sendo feito?”

Juliano: “Muito importante essa pergunta, e hoje se perguntarmos para qualquer cidadão de Barra Velha, a saúde é o ponto número um, é o nosso grande problema e nós vimos agora, por conta da pandemia, a saúde ficou desnuda, os problemas dela foram vistos por toda a sociedade, uma vez que precisamos sim investir na saúde, precisamos sim de um pronto atendimento decente. Os profissionais que hoje atuam no nosso pronto atendimento de Barra Velha fazem milagre com pouco, eles trabalham extremamente bem, são extremamente competentes, porém, a estrutura física já não comporta mais, para uma cidade de médio porte, como Barra Velha se encontra nesse momento.

Então a nossa prioridade será a saúde, sim. Nós não estamos aqui prometendo um hospital, porque eu defendo essa tese que nós temos que ir passo a passo, nós temos que pensar inicialmente em um pronto atendimento decente.

Então a ideia já no primeiro ano de gestão começar com a construção de um novo PA, já temos a área que é própria para isso, já existe um projeto que foi deixado pela gestão anterior a atual que queremos colocar em prática.

E também precisamos incentivar a questão do comércio, os empresários, as pessoas que estão sentindo, e sentindo muito os impactos da pandemia.

E voltando também para o tema da educação, investir sim na modernização da educação uma vez que estamos sentindo na pele os impactos da pandemia na nossa cidade.”

Expresso: “Estamos chegando ao fim. Candidato, se o senhor quiser fazer suas considerações finais em um ou dois minutos, fique a vontade.”

Juliano: “Eu quero, Leandro, Ana, Antonioni, que também está aqui conosco, e a vocês de Barra Velha, agradecer essa oportunidade, agradecer esse momento de estar aqui me apresentando, mostrando as ideias, o nosso plano de gestão, o nosso plano de ação, que certamente colocaremos em prática a partir do ano que vem.

Para isso, peço o apoio da comunidade de Barra Velha para que possamos ter uma gestão de mãos limpas, uma gestão honesta, uma gestão do povo e para o povo. Um grande abraço a todos.”

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click