Publicidade
Promenac Penha - Mais perto de você
Município recebeu o Selo + Turismo para fazer empréstimo de até R$ 9 milhões

PIÇARRAS - Dois dos principais investimentos para a infraestrutura da cidade poderão receber recursos financiados no valor de até R$ 9 milhões por bancos públicos. Em visita à cidade, dia 14, o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, fez a entrega do selo “+ Turismo” ao prefeito Leonel Martins e confirmou o acesso do município ao Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). A Prefeitura pretende aplicar os recursos na reurbanização da Avenida Getúlio Vargas e da área central da orla, a partir do molhe norte até o molhe do Rio Piçarras.

 

O Selo + Turismo atesta que o município está alinhado às políticas nacionais de turismo e atende aos pré-requisitos do Prodetur para financiar projetos em bancos como o de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Interamericano de Desenvolvimento (BID). As taxas de juros e a carência em condições especiais variam em cada instituição. No Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), que passou a integrar o “Prodetur + Turismo” neste mês, a taxa de juros aplicada será de 4,25% ao ano, com até 5 anos de carência e 18 anos para amortização.

Publicidade

O novo parceiro disponibilizou até U$ 1 bilhão por ano para aplicar em projetos no Brasil, dos quais cerca de R$ 3,5 milhões estão entre os recursos assegurados para Balneário Piçarras. O Turismo é o primeiro setor no País a oficializar parceria com o CAF. São elegíveis para financiamento internacional projetos públicos de Estados e municípios com mais de 100 mil habitantes e pré-aprovados com o Selo+Turismo.

Segundo o ministro do Turismo, do total de R$ 5 bilhões disponibilizados pelo Prodetur, R$ 3 bilhões já foram solicitados. Desse total, R$ 700 milhões representam o montante proposto por Santa Catarina. Ele defendeu a aplicação desses recursos em projetos que vão além do modelo de valorização do mercado imobiliário, com a venda de apartamentos:

“Nós queremos um modelo que tenha esse princípio social amarrado e que possa fazer com que haja pujança cultural, liberdade cultural e criativa. Porque isso agrega valor na produção”, afirmou ao defender a cooperação regional para atrair investimentos.

2018_11_20_10h_picarras_ministro_turismo_lummertz_4.jpg
Projetos contemplam o principal acesso a cidade e a parte central da Beira Mar (Arquivo | Maicon Klug)

Para aprovar as propostas de investimento junto ao Ministério do Turismo, o município precisou integrar o Mapa do Turismo Brasileiro, disponível no endereço eletrônico www.mapa.turismo.gov.br; ter Conselho de Turismo; participar da Instância de Governança Regional da região turística da qual faz parte; ter Plano Estratégico para o Setor do Turismo; estar alinhado com os eixos de atuação e as propostas de ações do Programa.

Segundo a secretária de Turismo, Susan Correa, depois de atender a todos esses pré-requisitos, os empréstimos de até R$ 9 milhões para Balneário Piçarras já estão assegurados, basta que o município tenha capacidade de endividamento:

“Além dos juros abaixo dos praticados pelo mercado, a linha de crédito do Prodetur também oferece a vantagem de não exigir contrapartida do proponente. A obra pode ser completamente financiada”, completa.

Na região, a maior obra realizada com recursos do Prodetur é a do centro de eventos de Balneário Camboriú, que recebe investimentos de R$ 55 milhões via Prodetur. Além da infraestrutura, podem ser cadastrados projetos em outros sete eixos.

Leia também:
 
 
Publicidade

Enquete

Você é favorável à contratação de assessores parlamentares na Câmara Municipal?
  • 1
  • 2

Publicidade
X

Right Click

No right click