Publicidade
Moradores se reuniram na Praça central e seguiram em caminhada até a Colônia dos Pescadores

 

Ato convocado pela internet não atingiu número esperado de participantes, eles pediram saída do PT e até intervenção militar

Publicidade

 

A população de Barra Velha também saiu às ruas nas manifestação de 15 de março. Gritando palavras de ordem e levantando cartazes contra a corrupção e o governo, cerca de 60 moradores, de acordo com a Polícia Militar, foram até a Praça Lauro Carneiro de Loyola. O “Movimento Vem Pra Rua Barra Velha” foi organizado pelo facebook e teve uma participação abaixo do esperado pelos organizadores.


Os manifestantes vestidos de verde e amarelo e com bandeiras do Brasil se reuniram às 15h na Praça e em seguida fizeram caminhada pela cidade entoando gritos de “Fora Dilma”, “Fora PT”. Até mesmo pedidos de intervenção militar. O evento seguiu pacífico de acordo com os organizadores.

Continua depois da Publicidade


Lucas Lobaski, um dos líderes e organizadores do “Movimento Vem Pra Rua Barra Velha”, se diz satisfeito com o protesto. Ele diz que esperava um número maior de participantes e acredita que muitos moradores de Barra Velha foram participar da manifestação em cidades maiores como Itajaí e Joinville. Ele também acredita em uma intervenção militar.


- Seria o mais rentável, pois o exército assume o poder por dois ou três meses e faz uma limpa na casa, depois teremos novas eleições no Brasil - Ele diz que nem todos os presentes têm esse posicionamento.


Uma nova manifestação está marcada na cidade para o dia 12 de abril, alinhada com outras manifestações pelo país. O novo evento criado no facebook conta no momento com a confirmação de 26 pessoas.


Partidos se posicionam


O PSDB, principal partico da oposição não participou das manifestações. “O movimento é apartidário, é do povo. A nossa participação poderia ser interpretada de maneira errada” garante. O presidente do PSDB também destaca que o partido repudia qualquer tentativa de golpe ou intervensão militar e não apoia manifestos neste sentido, mas Calixto aredita que o impeachment seja viável.

Continua depois da Publicidade


Para o Presidente do PT em Barra Velha, André Bard, as manifestações pacíficas contra o governo são legítimas e reflexo da democracia. Para ele, um Impeachment não irá acontecer, pois não há nenhum embasamento legal. Ele também condenou os pedidos de intervenção militar. “Para o PT, a solução para esse momento de crise seria a Reforma Política e o financiamento público de campanhas”, explica.

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click