Publicidade
Área está localizada entre os bairros Itacolomi, Centro e Santo Antônio

PIÇARRAS - Uma área de mata nativa contornada pelo Rio Piçarras e localizada entre os bairros Itacolomi, Centro e Santo Antônio poderá se tornar o primeiro Parque Ecológico da Cidade. A proposta será apresentada pela Fundação do Meio Ambiente (FUNDEMA) no próximo dia 05/08, durante uma consulta pública virtual agendada para as 19h.

Durante a transmissão pela página da Prefeitura no Facebook serão apresentados estudos de viabilidade para transformar a área com cerca de 700 mil m² em um atrativo ambiental da cidade. 

Publicidade

O espaço - um dos poucos ainda preservados na área urbana - é recoberto por um raro e ameaçado ecossistema pertencente à Mata Atlântica, que contribui para reduzir inundações.

Segundo a prefeitura, durante três anos, a pesquisa conduzida pelo doutor em Biologia Vegetal Ademir Reis reuniu informações para determinar a localização, dimensão e os limites do parque às margens do Rio Piçarras

A criação de um parque ecológico é um sonho para qualquer cidade. Aqui em Balneário Piçarras começou a ser efetivamente planejado e desenvolvido há três anos com o objetivo de trazer mais equilíbrio entre desenvolvimento e preservação ambiental”, exalta o presidente da FUNDEMA, Marcos Zaleski.

2020 07 27 parque ecologico2 791ff
Maior parte da área do parque está no bairro Itacolomi (Imagem: Divulgação | PMBP)

Bioma ameaçado 

A necessidade de preservar o espaço foi percebida a partir de um primeiro relatório, emitido em 2017, em que foi possível identificar o potencial florístico da área, que é de posse da União.

Já temos sinalizado o apoio da Secretaria de Patrimônio da União para a posse do local. O pedido de cessão de uso para a consolidação territorial está nos trâmites burocráticos finais”, afirma Zaleski.

Devastada para extração de recursos e pelo avanço das cidades desde a ocupação do território brasileiro, a Mata Atlântica é um dos biomas mais ameaçados do país. 

Dados de 2018 da Fundação SOS Mata Atlântica apontam que 695,38 dos 9.941 hectares do território de Balneário Piçarras, ainda são de Mata Atlântica preservada - a maior parte, na área rural.

Essa área corresponde a 904 campos de futebol. Parece muito, mas representa apenas 6,99% da Mata Atlântica original do município. Os dados são resultado do mapeamento "Aqui tem Mata?" - disponível no endereço: www.aquitemmata.org.br.

29 18h40 picarras parque ecologico 1 4e836
Floresta nativa sobrevive em poucos pontos do litoral (Foto: Arquivo | GMaps)

A Mata Atlântica é uma das florestas mais ricas em diversidade de vida no planeta por abrigar ecossistemas diversos como a mata de araucária, os campos de altitude, a restinga, a floresta ombrófila densa e os manguezais. Estes três últimos, característicos do litoral e dizimados na maior parte da costa catarinense.

No espaço que deve ser incorporado ao parque ecológico municipal de Balneário Piçarras, estudos identificaram vegetação com características de florestas antigas, com registros de estágio primário que indicam maior grau de conservação.

O levantamento aponta presença de espécies ameaçadas de extinção em Santa Catarina, como é o caso da árvore Callophyllum brasiliense (Olandim), e a ave Phylloscartes Kronei (Maria da Restinga).

Publicidade