Publicidade
Na próxima semana, mínimas no litoral devem oscilar entre 4º C e 8º C

REGIÃO -  Uma frente fria que se desloca sobre Santa Catarina provoca chuva em todas as regiões do estado nesta sexta-feira, dia 22, com risco de temporais localizados, ventania e granizo. No litoral, o acumulado deve ficar abaixo dos 40mm e não é suficiente para reverter os efeitos da estiagem.

De acordo com o Laboratório de Climatologia da Univali, neste fim de semana (23 e 24/05), a temperatura deve cair de forma acentuada, com a chegada de uma massa de ar frio de origem polar. 

Publicidade

O frio chega a Santa Catarina acompanhado de muita umidade, trazida por um ciclone extratropical entre o litoral do Uruguai e do Rio Grande do Sul. Por isso, há possibilidade de neve e/ou chuva congelada nas áreas altas do Planalto Sul, entre o fim de sábado e início de domingo. 

Nesta sexta-feira e no sábado (22 e 23/05), o vento forte e persistente deixa o mar agitado. Entre a noite de sábado e a tarde de segunda-feira (23 a 25/05), rajadas de 60 a 80 km/h deixam o mar muito agitado a grosso. Há risco de ressaca e as condições serão desfavoráveis à navegação, sobretudo de pequenas e médias embarcações.

2020_05_21_11h_08_satelite.jpg
Nuvens se concentram entre o litoral e o planalto por causa da circulação marítima (Imagem de Satélite | Univali)

Tendência

Na próxima semana (25 a 27/05) o tempo fica estável, com temperatura mínima de 4°C a 8°C no litoral e próxima de 0°C a negativa nas áreas altas do estado (acima de 700 m), com formação de geada. 

Segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais do Estado (Ciram/Epagri), a maré seca que se observou de quarta-feira (20) até sexta-feira (22) é provocada pela influência da lua nova (maré de sizígia) e da persistência do vento do quadrante Nordeste (NE), associado a um centro de alta pressão (anticiclone) no oceano Atlântico Sul. Estes fatores combinados provocam o afastamento das águas do mar da costa, para o oceano aberto, resultando na maré seca.

Recomenda-se atenção para os horários da Tabela 1 nos locais próximos a desembocaduras de rios, pois a maré seca dificulta a entrada e saída de embarcações, podendo resultar em encalhes.  

Maré astronômica (Fonte: Ciram/Epagri)

2020_05_21_11h_03_tabela.png

Continua depois da Publicidade
Leia também:
Reduzir prejuízos e diferenças durante isolamento deve ser prioridade para escolas

 

 

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click