fbpx
Fundação do Meio Ambiente afirma que plantas e animais foram realocados para outras áreas da praia
Compartilhe:

 PIÇARRAS - A ampliação da Avenida José Temístocles de Macedo (Beira-Mar) na região norte do município deve suprimir uma área de 18.612 m² de vegetação de restinga, segundo o Estudo de Impacto Ambiental apresentado pela Prefeitura. Nesta semana, a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) começou a catalogar e remover as espécies nativas que se encontram sobre o trajeto da avenida.

Segundo a Prefeitura, de toda a área compreendida pelo projeto, 58,48% são livres de vegetação nativa, ou seja, já são estradas, trilhas ou calçadas. O restante é dividido em espécies nativas (5,38%), vegetação herbácea (35,68%) e vegetação exótica (0,46%). Para abrir a Avenida Beira Mar, o Governo Municipal deverá recuperar 89.910 m².

Continua depois da Publicidade

“Este será o maior projeto de recuperação de restinga da nossa cidade”, afirma o presidente da Fundema, Marcos Zaleski. Segundo ele, todas as espécies da fauna e flora catalogadas devem ser remanejadas para outras áreas.

O trabalho é realizado pelas empresas Cia do Verde e Acquaplan, pagas com recursos do Fundo de Manutenção da Praia (Fumpra).

Com apenas uma avenida principal (Nereu Ramos), o trânsito é um dos gargalos para o crescimento do Bairro Itacolomi, junto com saneamento básico e urbanização.

A abertura da Beira Mar, uma avenida estreita e de trânsito lento, é prioridade do Governo Municipal para o bairro, onde se encontram os principais investimentos da construção civil.

O uso de recursos do Fumpra, até então exclusivos para manutenção da faixa de areia e prevenção à ressaca, foi aprovado pela Câmara de Vereadores  em 2019.

Relembre:
Leonel promete obra de recuperação da praia e abertura da Avenida Beira Mar até 2020
Projeto de lei que altera Fundo de Manutenção da Praia é aprovado em primeira votação
Projeto que pretendia estabelecer prazo para repasse ao Fumpra é rejeitado pela Câmara
Prefeitura informa que dispõem de R$ 9,4 milhões para obras de proteção e recuperação da orla
MPF quer que prefeito e outros acusados devolvam dinheiro
Mais sobre: Fumpra;
Compartilhe:
  • 1
  • 2