fbpx
Mutirão nesta semana castrou mais de 100 animais em Piçarras; na Penha, Câmara f
Compartilhe:

REGIÃO - O aumento do número de cães e gatos abandonados e soltos nas ruas preocupa população e poderes públicos. Em Balneário Piçarras, parceria entre Organização Não Governamental e Prefeitura realizou um mutirão de castração; na Penha, uma Resolução editada pela Câmara de Vereadores promove campanha de arrecadação de fundos para entidades e pessoas ligadas à causa animal.

Mutirão em Piçarras
A Secretaria de Saúde e a Organização Não Governamental Capvara realizaram na quarta-feira, 4, um total de 108 castrações em fêmeas de cães e gatos. O local escolhido para a ação foi o Bairro Itacolomi, que tem registrado aumento de animais em situação de abandono. Por isso, de acordo com a Secretaria de Saúde, as famílias que abrigam ou cuidam desses animais tiveram prioridade na fila de atendimento.

Continua depois da Publicidade

Estavam previstas mais de 20 castrações por hora,

“para que fique mais organizado e também não influencie no cotidiano da própria unidade”, explicou a coordenadora da Vigilância em Saúde, Eunice de Souza.

Parceria

O procedimento é pago pelo poder público e contratado por meio de licitação em que ficou estipulado o valor de R$ 120 por cirurgia, um custo total de R$ 13 mil para o município. As castrações foram realizadas em um consultório-carreta da ONG Capvara estacionado nos fundos da unidade de saúde do bairro.

Gilda da Silva, da ONG Capvara, declarou no Facebook:

“Depois de sete anos [...], finalmente conseguimos fazer a primeira parceria entre ONG e poder público. Que seja a primeira de uma sequência de castrações, pois somente castrando conseguiremos controlar os animais de rua e abandonados. Meu agradecimento especial às pessoas que se empenharam em fazer esse mutirão acontecer hoje, que essa parceria gere frutos e resultados para melhora de vida de nossos animais”.

De acordo com a secretária de Saúde, Bruna Emanuela Machado, a ação terá continuidade:

“Para 2020 planejamos ampliar o projeto e desenvolver o mutirão em outros bairros. Neste primeiro momento priorizamos os cuidadores e uma região mais vulnerável do município”.

Resolução na Penha

O abandono de animais é um problema que se agrava durante a temporada de verão em estações balneárias como a Penha. Com o intuito de amenizar esta situação, a Câmara de Vereadores criou, por meio da Resolução nº 50/2019, a TamPet – uma campanha institucional para recolher tampinhas de plástico rígido que se transformarão em recursos para entidades cuidadoras de animais.

2019_12_09_17h50_penha_garrafa_pet.jpg
Tampas de garrafa PET podem ser entregues na Câmara de Vereadores (Foto: Divulgação)

Para participar é muito simples: recolha as tampinhas plásticas de refrigerante, garrafinha de água, sucos industrializados, entre outras, e entregue na sede do Legislativo Penhense, na Avenida Prefeito Eugênio Krause, número 94, Centro.

Além de contar com a participação de todos os setores do Legislativo, vereadores e servidores da casa, a CVP conta com a participação voluntária dos cidadãos que queiram contribuir com o meio ambiente e, ao mesmo tempo, ajudar entidades e pessoas que atuam diretamente com a causa animal.

Nesta primeira etapa da campanha, o Legislativo fará o levantamento do montante de tampinhas arrecadadas até o mês de dezembro de 2019 e as encaminhará para entidades ou pessoas físicas (previamente cadastradas) que se dedicam à causa animal.

Cadastramento

As entidades cuidadoras de animas (ou pessoas físicas comprometidas com a causa) que tenham interesse em receber o material arrecadado na primeira edição da campanha devem estar cadastradas na sede da Câmara de Vereadores de Penha, que funciona no Centro da cidade.

Leia também:
Bairro Itacolomi recebe nesta quarta-feira mutirão para realizar mais de cem castrações de cães e gatos
Maus tratos contra animais já podem ser denunciados à Polícia Civil pela internet
Compartilhe:
  • 1
  • 2