fbpx
Ação também será realizada durante campeonato de surfe

PENHA - Devido à previsão de chuva para o dia 21, o evento da Campanha Mares Limpos foi adiado para este domingo (29), a partir das 9h, em em sete pontos da cidade. O mutirão de limpeza faz parte de uma ação planetária da Organização das Nações Unidas. Antes, neste sábado (28), a Praia Grande também recebe os voluntários da campanha, durante a etapa do circuito Municipal de Surfe.

Para o domingo, o comitê gestor programou a ação para se realizar na Lagoa do Quinca Ludo, praias Alegre, do Quilombo, Trapiche, do Cascalho, Paciência e Vermelha. 

Continua depois da Publicidade

A campanha global da ONU Meio Ambiente convida governos, indústria e cidadãos para acabar com o uso excessivo e desperdício de plásticos descartáveis e eliminar micro plásticos, as duas maiores fontes de poluição marinha. A ação integra as celebrações do Dia internacional da limpeza de oceanos (21/09).

“Era muito arriscado fazer com aquela previsão meteorológica”, observa Ângelo Piazera Júnior, um dos organizadores do evento e coordenador do comitê gestor da Orla de Penha.

Moradores da região e frequentadores das praias estão convidados a participar de forma voluntária da ação que busca aumentar a consciência da população local e frequentadores sobre a importância de descartar os resíduos corretamente. Vários organismos e entidades comunitárias e ambientais locais e da região atuarão como parceiros do evento.

Qualquer dúvida pode ser tirada com os responsáveis por cada localidade.

  • Lagoa do Quinca Ludo e Praia Alegre: Hubert Junior Schoegel – 99912-1355
  • Praia do Quilombo: Nelson Oliveira - 98841-7714
  • Praia do Trapiche: Cley Anderson da Silva – 98906-9984
  • Praia do Cascalho: Andrea Brandalise - 99746-4418
  • Praia da Paciência: André Costabile - 99270-5852
  • Praia Vermelha: Carmen Lucia Broering – 99225-1501
  • Praia Grande (29/09): Cley Anderson da Silva – 98906-9984

Segundo a ONU Meio Ambiente, do total de plástico já produzido pela humanidade, apenas 9% foi reciclado. Estima-se que pelo menos 51 trilhões de partículas do material já estejam nos oceanos. O valor é 500 maior que o número de estrelas em nossa galáxia e, se nada for feito para mudar o ritmo atual de produção, consumo e descarte de plásticos, até 2050 os oceanos terão mais plásticos que peixes.

Leia também: 
Semana Internacional de Limpeza das praias mobiliza voluntários a partir desta sexta
Liberado consumo e comércio de moluscos nas praias Alegre e de Armação do Itapocorói
Em 3 meses, EcoPonto recebe 2,3 toneladas de produtos recicláveis
Voluntários promovem limpeza das praias da Fortaleza e Manguinho neste sábado
  • 1
  • 2