fbpx
Compartilhe:

Obra na Rua Alexandre Guilherme Figueredo está parada (FOTO: ALAN WILLIAN)

Empreendimento federal deveria ter sido concluído em março

Continua depois da Publicidade

Piçarras - Três meses depois da data em que deveria ter sido entregue, a obra do Centro de Educação Infantil da Rua Alexandre Guilherme Figueredo, no Centro, está parada. Segundo moradores, desde o início do ano a movimentação de trabalhadores no local é mínima e não há continuidade dos trabalhos. A Prefeitura já prepara a segunda notificação para a empresa Thomé Empreendimentos.

A obra começou em março de 2016 e deveria ter sido entregue em março deste ano. Devido às chuvas, o prazo foi prorrogado para junho e, agora, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) o prorrogou novamente para agosto de 2018. A secretária de Educação, Laureci Schneider Pereira, explica que já foram pagos até o momento R$300 mil, que correspondem ao que foi executado.  “O trabalho deles é muito lento... Talvez não tenham capital para tocar a obra”. 

 

Ela afirma que a Prefeitura vai entregar a obra em dezembro para que tudo esteja pronto no  começo do ano letivo, em fevereiro de 2018.

O projeto CEI Proinfância Tipo 1 é custeado com repasse de R$ 1,6 milhão do Governo Federal. Ao todo, 376 crianças podem ser atendidas em dois turnos ou 188 crianças em período integral. Há 37 crianças na fila de espera para conseguir uma vaga nas creches do município. Segundo Laureci, o novo centro vem para desafogar a demanda das outras unidades. “Há crianças que moram em um bairro e estão matriculadas em outro”.

A Thomé Empreendimentos, de Balneário Camboriú, não respondeu às tentativas de contato da nossa reportagem.

Leia também: Para os pais, gestores precisam reduzir fila de espera nas creches

Compartilhe:
  • 1
  • 2