Publicidade
RECUPERAÇÃO
Materiais de construção, móveis e eletrodomésticos, além dos supermercados, tiveram a maior alta

ESTADO - Um cenário de retomada econômica do varejo em Santa Catarina é apontado pelos números da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira, 08, pelo IBGE. Em agosto, o volume de vendas do comércio no estado cresceu 3,6% em relação a julho. O resultado é o melhor da região Sul do país e representa o quarto mês consecutivo de alta. 

Em relação a agosto de 2019, o crescimento do comércio catarinense foi de 7,1%, bem acima da média nacional (3,9%). 

Publicidade

Entre as atividades que puxaram o crescimento no comércio ampliado estão: materiais de construção (25,2%), móveis e eletrodomésticos (21,3%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (17,2%), tecidos, vestuário e calçados (9,6%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (6,2%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (4,9%).

Segundo o economista da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Zoldan, o comércio catarinense, assim como a indústria, apresentou o quarto mês consecutivo de crescimento.

Quando se trata do varejo ampliado, cresceu apenas 1% abaixo da média nacional. Mas quando observamos os resultados no acumulado do ano e, também, dos últimos 12 meses, verificamos que Santa Catarina vem se destacando bastante no cenário nacional. Esperamos que nos resultados de setembro já tenhamos um crescimento acumulado para o setor no estado”, pontua.

No acúmulo de vendas dos últimos 12 meses, o Estado apontou crescimento de 4,1%, enquanto no Brasil foi registrada queda de 1,7%.

Industria em recuperação

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, esses resultados positivos já refletem nos indicadores econômicos do estado.

A retomada econômica catarinense já é uma realidade. Resposta de um trabalho estratégico, com propósitos, e de uma aproximação sólida com o setor produtivo”, avalia.

Também nesta quinta-feira o IBGE divulgou a pesquisa de produção industrial. Os dados mostraram crescimento de 6% no setor catarinense, a segunda maior alta do país.

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click