fbpx

PENHA - A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da DFRC/DEIC (Divisão de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais), realizou operação conjunta com a Celesc que resultou na prisão de uma mulher na cidade de Penha por furto de energia. Trata-se de desdobramento de investigação relacionada a roubo de carga, com um prejuízo aproximado de R$ 30 mil, sem correção monetária.

No mês de abril, durante o cumprimento de Mandado de Busca e Apreensão realizado na residência de um dos alvos envolvidos com roubos de cargas, a equipe de policiais da DFRC/DEIC verificou que havia incompatibilidade entre o padrão do imóvel, quer nas dimensões, quer na quantidade de equipamentos eletroeletrônicos instalados na residência, e o consumo de energia elétrica.

Continua depois da Publicidade

A partir do histórico de consumo de energia elétrica da unidade consumidora, a Polícia verificou que no ano de 2015 o gasto mensal com energia elétrica era superior a R$ 800. A partir do mês de janeiro de 2016 até esta data, o consumo passou a ser de R$ 80 em média.

Em posse dessas informações, a DFRC/DEIC, coordenada pelo Delegado de Polícia Osnei Valdir de Oliveira, acionou o Setor de Fraudes da Celesc e os técnicos da companhia de energia elétrica do Estado que, ao analisarem a documentação, ratificaram as suspeitas. Era flagrante a discrepância entre o consumo de energia registrado pelo medidor e o padrão do imóvel, considerando inclusive os equipamentos instalados.

Diante dos fortes indícios de fraude, os técnicos foram ao local e após longa vistoria identificaram que o relógio medidor de energia estava adulterado. Após violação dos lacres, os fios internos estavam cortados, o que impedia o registro real do consumo. Segundo os técnicos, trata-se de uma fraude bem elaborada e de difícil constatação, diferente das que são comumente encontradas.

A proprietária da residência, M.A.M., foi autuada em flagrante por furto qualificado e encaminhada ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça. A lavratura do Auto de Prisão em Flagrante se deu na Delegacia de Polícia de Balneário Piçarras, com apoio de Policiais Civis da unidade.

A Polícia Civil de Santa Catarina e a Celesc intensificam as ações no combate de furto de energia elétrica. Denuncie pelo telefone 0800 48 0196 da Celesc, pelo disque-denúncia 181 ou pelo aplicativo WhatsApp (48) 98844-0011.

Leia também: 
Celesc promete investir para evitar quedas de energia em Santa Lídia, São Nicolau e São Cristóvão
Efeito Verão: Varejo e energia elétrica lideram arrecadação de ICMS no estado em fevereiro
Procon municipal vai recusar reclamações sobre aumento no consumo de energia
  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click