Publicidade
Municípios ampliam a linha de comunicação com a população

REGIÃO - Com o regime de quarentena indo para a segunda semana, muitas famílias e pessoas sentem o impacto econômico direto da paralisação. A busca pela Assistência Social cresceu e os municípios da região precisam planejar ajuda à população mais afetada pelos efeitos econômicos do isolamento.

Piçarras distribui Kits de Merenda Escolar, Penha cria abriga para moradores de rua e Barra Velha auxilia famílias carentes e moradores de ruas com benefícios.

Publicidade

Em Piçarras, a Secretaria de Assistência Social inicia uma medida de apoio às famílias inscritas no Programa Bolsa Família que possuem filhos na Rede Municipal de Ensino. A Secretaria de Assistência Social disponibilizará Kits de Merenda-Escolar às famílias.

O pedido é apenas para que os beneficiários façam contato pelo (47) 99190-2279, podendo ser a cobrar. A prefeitura também está discutindo sobre benefícios e abrigo para moradores de rua, que hoje encontram-se com pouco suporte do município.

Penha

Continua depois da Publicidade

Na quinta-feira, dia 25, começou o cadastro para verificar quantas e quais famílias precisarão de auxílio alimentar durante a epidemia do coronavírus no município. O atendimento é na sede da Secretaria de Assistência Social, localizada na Avenida Eugênio Krause, ao lado da Águas de Penha, a partir do meio-dia.

2020_03_24_regiao_assistencia_social.jpeg

Quem quiser se cadastrar deverá trazer carteira de identidade e comprovante de residência, se possível. O atendimento será feito de forma individual, seguindo as recomendações da secretaria de saúde. Só entrará uma pessoa por vez e, se houver fila, recomenda-se a distância de um metro entre cada cidadão.

Os moradores que quiserem fazer doações de alimentos podem ligar para que seja pego nas suas casas, através de um dos telefones da secretaria - 3345 3914 ou 3345 3419 – ou entrega-los na sede da comunidade religiosa “Encontro do Amor”, situada na Rua Júlia da Costa Flores, número 783, bairro do Gravatá.

Em Penha, também está funcionando, desde segunda-feira, 23, o abrigo para moradores em situação de rua, montado no ginásio municipal de esportes Sebastião João de Souza, no centro do município. A estrutura foi montada para atender até 20 pessoas, seguindo cálculos da secretaria de assistência social.

Continua depois da Publicidade

“Cada colchão vai ter distância de 1,5 metro entre si, para prevenir o contágio”, explica a coordenadora da defesa civil de Penha, Ednéia Corrêa. 

Além do abrigo, os sem-teto receberão no local alimentação, roupas, banho, cuidados de higiene e serão visitados duas vezes ao dia pela vigilância sanitária para verificar se não apresentam sintomas do coronavírus.

Na tarde desta terça-feira, dia 24, está sendo realizada uma reunião com o prefeito Aquiles da Costa e a Secretaria de Assistência Social, na tarde da terça-feira, dia 24, para discutir e traçar o plano de trabalho de auxilio a famílias carentes durante a crise.

Barra Velha

A Assistência Social de Barra Velha iniciou nesta terça-feira, dia 24, atendimento aos moradores de rua que vão receber amparo de alimentação e higiene.

Continua depois da Publicidade

Também foi criado um plantão de atendimento via telefone, (47) 3456-1693 ou (47) 3446-1026, onde há sempre uma Assistente Social realizando as entrevistas e avaliando as necessidades para conceder os eventuais benefícios. 

Leia também:
Secretário apela para que população siga em isolamento durante a quarentena
Penha recebe mais doses da vacina contra gripe e prioriza atendimento em casa
Moisés prorroga quarentena em SC e solicita mais doses da vacina contra gripe
Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click