fbpx
Empresa afirma custo da medida não está previsto em contrato

PENHA - A Câmara de Vereadores aprovou dia 18/03 projeto de lei de autoria do vereador Maurício Brockveld (PROS) que trata da instalação de equipamentos eliminadores de ar na tubulação do sistema de abastecimento de água no município. O projeto segue para a sanção do prefeito, mas já encontra resistência por parte da concessionária do serviço no município. Ao Expresso das Praias, a Águas de Penha informou que a medida é de aplicação “impossível”.

O dispositivo legal aprovado determina que a empresa concessionária doserviço de abastecimento de água deverá instalar, por solicitação do consumidor, o equipamento que antecede o hidrômetro do imóvel, sendo as despesas com a aquisição e instalação custeadas pela própria empresa.

Continua depois da Publicidade

O autor do projeto explica que o procedimento evitará que os consumidores sejam lesados, pagando por algo que não consumiram, uma vez que os hidrômetros, segundo ele, não distinguem a diferença entre o ar e a água. Todos os vereadores presentes votaram a favor do projeto. Os vereadores Jesuel Capela (PSDB) e Maria Juraci Alexandrino (MDB) não estavam na sessão.

Questionada pelo Expresso das Praias sobre a medida, a companhia Águas de Penha afirmou que não conhece nenhum equipamento eliminador de ar que seja homologado pelo INMETRO:

“o que torna impossível a instalação desses equipamentos. Além disso, se o equipamento fosse homologado essa instalação não era prevista em contrato e por isso o custo não tem como ser assumido pela concessionária sem repasse ao consumidor”.

A empresa se colocou à disposição para mais esclarecimentos.

  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click