Publicidade

Municípios da região aderiram ao programa nesta segunda-feira (12)

Da Região -Algumas das principais comunidades do interior de Barra Velha, Piçarras e Penha vão integrar o Programa Internet para Todos. A iniciativa federal busca levar conexão em banda larga - a preços acessíveis - para uma parcela da população que ainda não tem acesso à rede mundial de computadores. A assinatura do termo de adesão junto com outros 147 municípios catarinenses foi nesta segunda-feira, dia 12, em Brasília, e a previsão é de que o sistema comece a ser instalado em maio.

Publicidade

De acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Veja a relação), em Barra Velha, serão atendidas as localidades de Escalvados, Itinga II, Medeiros e Rio Novo. No interior de Piçarras, estão cadastradas as comunidades da Lagoa Alta, Lagoa Baixa, Morretes e Morro Alto.

No município de Penha, a comunidade já cadastrada é a de São Nicolau. Entre os presentes, o prefeito comemorou a adesão ao programa:

Nós estamos aqui assinando o termo de convênio junto com o Governo Federal para poder proporcionar a cada morador, principalmente aqueles que moram nas regiões mais longínquas, a conexão com a internet - comemorou Aquiles da Costa, de Brasília, via rede social.

Continua depois da Publicidade

Internet para todos

A meta do programa é abranger em torno de 55 milhões de pessoas em todo o país e 2.593 cidades manifestaram interesse em participar. A conexão de internet será feita por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, de propriedade do governo brasileiro.

Nesta primeira fase, a instalação das antenas começará na primeira quinzena de maio e a previsão é que sejam instalados 200 equipamentos por dia - adiantou o ministro Gilberto Kassab.

O programa será implementado a partir de acordos, intermediados pelo Governo Federal, entre municípios e empresas credenciadas. O ministério deverá acompanhar as parcerias para garantir a oferta do serviço e cada município deverá selecionar um espaço na localidade indicada para a instalação de uma antena pela empresa de internet credenciada para prestar serviço.

A prefeitura deverá garantir a segurança desse equipamento e também arcar com as despesas de energia elétrica que essa antena vai consumir.

Continua depois da Publicidade
Durante a assinatura da adesão ao programa, União anunciou liberação de recursos do FPM (Marcos Corrêa / PR)

Crédito aos municípios

O presidente da República, Michel Temer, na mesma cerimônia, sancionou o projeto de lei que abre crédito especial de R$ 2 bilhões aos municípios brasileiros, especialmente os de menor população. Os recursos serão utilizados nas áreas da Educação, da Saúde e do Desenvolvimento Social e serão transferidos conforme critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Leia também:

Na volta de viagem a Brasília, Aquiles anuncia expansão de telefonia e investimento em saúde

* Com informações do MCTIC e Secom/SC

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click