Publicidade
Trecho da orla é um dos 14 pontos do litoral brasileiro certificados

PIÇARRAS - A partir desta semana, o Expresso das Praias faz um “Raio-X” das praias mais frequentadas na região durante a temporada. A Secretaria de Turismo estima que cerca de 100 mil pessoas acompanharam a virada de ano em toda a orla do município. Durante o dia, um dos pontos mais procurados é a região certificada pela “Bandeira Azul” no trecho entre a Avenida Getúlio Vargas e o fim do calçadão. A reportagem esteve no local durante esta semana para ouvir frequentadores, comerciantes, Prefeitura e guarda vidas.

Quem escolhe essa região da praia vem em busca de contato com a natureza, qualidade da água, infraestrutura e opções de lazer. Essas são algumas das características que classificam a praia entre as 14 do Brasil que receberam a certificação internacional. Plantio de mudas nativas, recuperação do trecho atingido por ressacas, instalação de novas lixeiras, banheiros e de barreira de proteção na área de banho são algumas das novidades nesta temporada.

Publicidade

A questão ambiental é um dos pontos que motivam visitantes como Eduardo Dante, de Sorocaba (SP), que veio com a família pela primeira vez.

“Viemos pelo Parque Beto Carrero e pelas praias que são bem faladas, no sentido da natureza, questões ambientais, serem bonitas e ainda não serem tão badaladas. Isso nos ajudou a tomar a decisão de vir para cá”, conta.

A Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema) é responsável pela implantação do Programa Bandeira Azul.

Continua depois da Publicidade

"Realizamos também trabalho de limpeza da praia e acessibilidade, temos a cadeira anfíbia, que é disponibilizada para os usuários da praia que têm deficiência física, e em uma parceria dos Bombeiros com a prefeitura, faz este serviço de colocar estas pessoas no mar”, completa Marcos Zaleski, presidente da autarquia.

2020_01_13_15h00_picarras_praia_0.jpg
Região da "Bandeira Azul" durante o domingo, dia 12 de janeiro (Foto: Leandro Cardozo de Souza | EP)

Os serviços públicos, como coleta de lixo, mobilidade, limpeza, e privados, como restaurantes, bares e outros estabelecimentos também foram aprovados pela maioria dos entrevistados.

“A praia nos agradou, não é tão suja quanto o litoral paulista e a infraestrutura da cidade é boa. Estávamos com medo de vir por causa da falta de água, que é muito falado da região, mas até o momento isto não aconteceu conosco”, afirma Dante.

Pontos fracos

Além da distribuição de água e do trânsito, considerados os principais gargalos para a expansão imobiliária no Bairro Itacolomi e região norte do município, o número de banheiros, considerado insuficiente, e a ausência de ciclofaixa também foram observados. Assim como na região central, a maioria dos ciclistas desrespeita a sinalização e trafega sobre o passeio público.

Continua depois da Publicidade
2020_01_13_15h00_picarras_praia_0.jpg
Vegetação de restinga é recuperada e sinalizada pela Fundema (Foto: Leandro Cardozo de Souza | EP)

Mas esses fatos parecem não ter impedido o aumento de visitantes constatado pelo comércio local.

"Esta temporada teve um aumento muito grande em relação à temporada passada, o movimento aumentou bastante”, afirma Patrícia Souza, proprietária de uma petisqueira.

Ela destaca como pontos positivos o trabalho de limpeza da praia e de manutenção da infraestrutura, que considera melhor que na temporada passada.

“A prefeitura vem fazendo um trabalho necessário, consertaram o calçadão da praia, realizaram manutenção, replantaram a restinga, a fiscalização está sempre presente”, destaca o proprietário de restaurante Márcio Vaz.

Comente esta reportagem e registre a sua opinião.

Leia também:
Norte da praia concentra maioria dos afogamentos registrados durante a temporada
Os biquínis que estão bombando no verão 2020
Torneios municipais selecionam times para o Estadual de Futebol de Areia
Profissionais vão à praia dia 20 fazer alerta sobre riscos da exposição ao sol



Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click