fbpx
Conselho municipal quer avaliação de contrato programa assumido pela empresa (Foto: Divulgação | CMV)

Companhia acusa Governo Municipal de atrasar investimento

Barra Velha - As justificativas apresentadas pelo Governo Municipal para romper com a Companhia Catarinense de Saneamento (Casan) devem ganhar mais um contraponto a partir das próximas semanas. O Conselho Municipal de Saneamento quer ouvir da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS) quais são as metas e outras obrigações do contrato programa não estariam sendo atendidas pela empresa.

Continua depois da Publicidade

A convocação foi definida pelo colegiado em reunião  dia 12, na Câmara de Vereadores. Com a medida, os conselheiros esperam dar mais transparência a estas ações.

Desde que assumiu, o prefeito Valter Zimmermann (DEM) tem afirmado que a companhia estatal não cumpre o contrato. Já a Casan acusa o Governo Municipal de atrasar o início das obras de saneamento básico no município.

O investimento já tem recursos assegurados, mas depende da renovação de contrato e da assinatura de um decreto de utilidade pública para o terreno em que será construída a estação de tratamento de esgoto.

Leia também: Casan acusa Governo Municipal de emperrar obra de saneamento básico

- Até agora, não ouvimos os três interessados no plano de saneamento juntos. Fala-se também que a Aris tem sido omissa. Temos que reunir então Casan, Prefeitura e agência - afirma o vereador e membro do Conselho, Marcelo Nogaroli.

A reunião ainda não tem data para acontecer.

 

  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click