fbpx
Eventos são realizados entre os molhes central e norte

PIÇARRAS - Começaram nesta quinta-feira, dia 21, e seguem até o domingo (24), as disputas do "Circuito Mormaii de Beach Tennis". Os jogos são realizados no entorno da Arena da Praia, montada junto ao molhe norte, na descida da Avenida Getúlio Vargas. No mesmo dia da final, a praia também vai receber a 1ª Travessia Aquática Paralímpica.

No circuito de Tênis de Praia, são cerca de 290 atletas agrupados em duplas masculinas, femininas e mista. Na travessia a nado, que terá saída e chegada no Molhe Central serão cerca de 25 inscritos.

Continua depois da Publicidade

Tênis de praia

Os cariocas Ralff Abreu e Diogo Carneiro, que ocupam o segundo lugar do ranking brasileiro, e o bicampeão mundial na Rússia em 2018, Vinícius Font, estão entre os atletas das categorias profissionais. Além da pontuação para o ranking internacional, eles disputam premiação em dinheiro que pode chegar a US$3.000 (cerca de R$ 11 mil).

A etapa também terá atletas amadores experientes e iniciantes em categorias que vão do Sub 14 ao 50+. As finais estão previstas para domingo, a partir das 11h.

 "Esse é mais um evento que propaga o esporte na nossa cidade e ainda combina com o nosso principal ponto turístico, nossa praia" destaca o secretário de Esportes e Lazer, Fernando Manoel Santos.

O evento é realizado em parceria com a Prefeitura e apoio de empresas locais e já passou por Piçarras e Barra Velha em edições anteriores.

Natação

A partir das 8h deste domingo (24) a cidade recebe pela primeira vez a Travessia Aquática Paralímpica. A prova com 1 km de distância terá largada no molhe central, localizado na descida da Rua Alexandre Guilherme Figueredo.

2019_03_21_21h40_picarras_travessia.jpg
Palco de travessias a nado há mais de 15 anos, praia recebe primeira prova paralímpica (Foto: Cleiton Reinert | Arquivo)

A concentração está marcada para as 8h e a largada para as 9h. Serão 500m de ida até a boia e 500m de retorno até o Molhe Central. O evento é uma parceria entre Secretaria de Turismo e Associação Paralímpica de Joinville:

"Para nós, o mais importante é a inclusão e a oportunidade de realizar um evento em alto mar. Além disso, mostrar que o impossível é só uma frase, e a nossa missão é dar exemplo de superação ao público que estiver prestigiando o evento", afirma o idealizador e coordenador da entidade, Vanderlei Quintino.

Leia também: 
Disputa nacional de tênis chega à região do molhe norte da praia nesta sexta-feira
Dupla local vence etapa do Circuito Catarinense de Tênis de Praia

 

  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click