Publicidade

Med Clínica - Mega Banner

Ele ficou em 25º e terminou a etapa na 9ª posição do rankink mundial

A etapa da Liga Mundial de Surfe (WSL) realizada em Bells Beach, na Austrália, terminou na noite desta quarta-feira, 04, pelo horário de Brasília, com vitória do brasileiro Ítalo Ferreira. Na final ele desbancou o veterano Mick Fanning, que anunciou sua aposentadoria após o término da bateria. Já o atleta de Barra Velha, Tomas Hermes, acabou na 25ª posição após cair na repescagem, realizada no início da semana. Com o resultado ele soma 6.505 pontos e ocupa a nona posição no ranking da WSL.

Leia também: Tomas Hermes conquista o terceiro lugar na primeira etapa da liga mundial

Publicidade

Na abertura de Bells Beach, Tomas disputou com o surfista do Havaí, bi-campeão mundial, John John Florence, além do prata da casa Mikey McDonagh. A bateria foi acirrada e acabou com vitória de J.Florence (13.76) seguido por T.Hermes (10.30) e M.Mcdonagh (8.34). O americano passou direto para a terceira bateria enquanto os outros dois foram para a repescagem.

Na segunda bateria, o barravelhense dividiu onda com Wade Carmichael. Assim como foi na primeira etapa em Gold Coast, os australianos parecem estar sendo o principal fantasma do surfista brasileiro. Tomas tentou se impor na bateria, mas o adversário liderou de ponta a ponta e venceu por 14.00 a 11.70, eliminando o brasileiro da competição.

Próxima etapa

Tomas terá pouco tempo para se recompor e voltar para a água na próxima disputa da WSL, ainda em águas australianas. A janela para realização da etapa em Margaret River inicia no dia 11 e vai até dia 22 de abril. O arual campeão por lá é justamente John John Florence, responsável por mandar o brasileiro para a repescagem nesta semana.

Tomas Hermes é um dos destaques da geração “Brazilian Storm” (REPRODUçãO | INSTAGRAm)
Tomas Hermes é um dos destaques da geração “Brazilian Storm” (REPRODUçãO | INSTAGRAM)

Nas redes sociais, Tomas comentou um pouco a etapa:

- É uma loucura essa estreia no tour, é sinistro controlar tudo isso. Estou muito feliz por ter achado essa energia e ter feito esse evento ser especial. Obrigado es1wpecial a minha esposa. Valeu galera de casa, Barravas.

A Brasilian Storm, como é conhecida a nova geração de surfistas brasileiros, tem a maior representatividade entre os 34 competidores da elite do surfe mundial. São 11 brasileiros na disputa e seis deles estão na primeira parte do ranking que atualmente é liderado pelo australiano Julian Wilson.

Leia também: 

 

Mais sobre: Surfe;

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click