Publicidade

Yukanet
 Curta-metragem tem direção de Bruno Tessari e imagens da própria esposa de Tomas, Ana Romanio

Atleta local se prepara para estrear no WCT em 2018

Barra Velha - Aos 30 anos, o surfista nativo Tomas Hermes será o novo representante brasileiro na elite mundial deste esporte em 2018. Em evento realizado no Havaí, dia 24 de novembro, ele participou do lançamento oficial do curta-metragem “Dreaming Together” (Sonhando Junto). Estrelado por ele, o filme de oito minutos é uma produção da patrocinadora do atleta, com direção de Bruno Tessari e imagens da própria esposa de Tomas, Ana Romanio.

Tomas garantiu a vaga nas quartas de final nas ondas de Haleiwa Beach. A competição é o primeiro desafio da Tríplice Coroa Havaiana, que fecha a temporada 2017 na Ilha de Oahu.A etapa foi vencida por outro brasileiro, Felipe Toledo. 

Publicidade

A assessoria do atleta informou ao Expresso das Praias que ele deve retornar para Barra Velha até a segunda quinzena de dezembro. Ao site oficial da WSL, ele declarou que se qualificar para a elite do surfe mundial é a concretização de um objetivo pelo qual ele trabalha duro ao longo de 20 anos.

- Eu acredito em mim, no meu criador, na minha esposa, que está sempre comigo. Ela não se importa com nada, acorda cedo comigo, é minha esposa, melhor amiga, treinadora. É especialmente por causa dela que estou aqui hoje - reconhece.

O surfista já tinha batido na trave para conseguir a classificação em anos anteriores, mas acabava a uma ou duas posições da zona classificatória. Chegou a participar de algumas etapas da Divisão Principal como convidado, e pela primeira vez estará entre os 34 competidores oficiais.

As imagens do filme foram captadas por Ana Romanio, esposa de Tomas (Divulgação)

Carreira

Surfando desde os dez anos, Tomas Hermes diz não ter muitas lembranças do seu começo no esporte. Ele  explica que sua ascensão foi rápida e anos depois já estava no mundial júnior. No entanto, por falta de apoio, não conseguiu financiar a viagem. O fato desanimou o jovem atleta e ele largou as competições.

Depois de um ano sem pegar onda, um amigo teve a ideia de resgatar algum talento que estivesse parado. No inverno de Barra Velha, Tomas Hermes retornou para a água e pegou duas ondas que mudariam sua vida.

- Eu lembro do dia que ele me viu surfando, eu lembro da prancha, da roupa de borracha que eu tava e eu lembro das duas ondas que eu fiz. Ele tava me filmando só pra zoar e esse momento foi o dia que não saiu da minha cabeça. Ele fez pranchas novas pra mim e disse que me colocaria de volta nas competições. Eu voltei e ganhei quase todos os campeonatos que competi.

  

Leia também:
Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click