Publicidade

Yukanet

Cidade já recebeu em 2010 uma etapa do circuito brasileiro de canoagem

O atleta barravelhense Chrystian Cézar de Borba conquistou no último fim de semana de novembro o título sulamericano de canoagem em onda (waveski). Após a conquista, ele encampou uma nova missão: trazer o Campeonato de 2018 para Barra Velh a pedido da Fundação de Turismo, Esporte e Cultura. Agora o município disputará a organização com a cidade paulista de Ubatuba.  

Uma proposta formal para que Barra Velha receba a competição em 2018 deve ser enviada em breve pela Fumtec para a Confederação Sulamericana analisar. Barra Velha já recebeu em 2010 uma etapa do circuito brasileiro de canoagem. Na ocasião Chrystian foi vice-campeão.

Publicidade

A competição deste ano foi disputada em Mar Del Plata, na Argentina, e além das grandes ondas, os atletas precisaram encarar a sensação térmica negativa. Este é o quarto título sulamericano que Chrystian conquista e o primeiro como máster. Na final, além dele e de outro brasileiro, dois argentinos estavam na disputa. 

- As condições do mar são parecidas. Aqui também temos boas ondas, mas uma competição como essa na Argentina exigiu muito mais concentração e uma boa respiração pra aguentar as condições climáticas. Essa minha participação e toda minha rotina de treinos só é possível graças ao apoio de algumas empresas locais que me apoiam - reconhece.

Semelhante ao surf, na canoagem waveski o atleta fica sentado em uma prancha plana e preso pela cintura e pés. Em uma bateria de 20 minutos ele pode pegar até 10 ondas e serão contabilizadas as duas melhores notas. 

Chrystian é nome já conhecido no cenário esportivo nacional. Além de três títulos brasileiros, nas Olimpíadas do Rio 2016 ele foi convidado para testar as instalações do Parque Olímpico de Deodoro, onde se realizaram as provas de canoagem.

Aos 40 anos, ele acredita que esteja na sua melhor fase. Divide o tempo entre o trabalho no Fórum e a rotina na canoagem. Após 25 anos praticando a modalidade, agora coloca o esporte como sua segunda atividade profissional. Os treinamentos são diários sob os olhares atentos de um preparador físico e aos finais de semana ele treina nas águas de Barra Velha.

 

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click