Publicidade

Beto Carrero

Ainda não há suspeitos ou testemunhas oculares do crime

Piçarras - A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte do vigilante Isac Uller, 30 anos, alvejado por tiros na manhã desta segunda-feira, dia 05. O crime foi cometido por volta das 7h20 quando a vítima chegava em casa, ao lado do Cemitério Municipal, às margens da Rodovia SC-414 (Variante). O Instituto Geral de Perícias (IGP) esteve no local e recolheu o corpo para a perícia. Os testemunhos devem começar a ser colhidos nesta semana.

Até o final desta manhã a Polícia não havia confirmado se a vítima tinha passagens pela polícia, mas informou à reportagem que, pela profissão exercida, a busca deve dar negativa para antecedentes criminais. A esposa da vítima teria dito à Policia que ouviu o disparo de mais de dez tiros. 

Publicidade

Vilson de Andrade, sogro da vítima, informou ao Expresso das Praias que o genro estava voltando do trabalho, em Itajaí quando foi atingido, mas até o momento não há testemunhas que tenham visto o crime.

"Vamos pedir as imagens da câmera de segurança do vizinho para tentar descobrir algo. Por enquanto cada um diz uma coisa, é difícil saber o que aconteceu" 

Ele afirma não saber sobre possíveis envolvimentos da vítima com algo que possa ter resultado no crime.

 

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click