Publicidade

Beto Carrero

Secretarias de Saúde e Educação de Penha reuniram pais nesta segunda-feira (10) para esclarecer sobre a doença. Os pacientes são alunos do Centro de Educação Infantil “Anjos do Itapocorói”, em Armação, e contraíram tipos diferentes da doença. 

Dados foram obtidos por meio de sistema informatizado de atendimento. Durante os três meses da temporada, o horário de atendimento do segundo médico foi ampliado para garantir maior rapidez. 

Vigilância Epidemiológica reuniu pais de cerca de 15 alunos da creche onde professora foi diagnosticada para repassar instruções e medicamentos. Apenas aqueles que mantiveram contato com ela por mais de quatro horas durante os cinco dias que precederam o diagnóstico é que precisam de atenção especial.

Em Balneário Piçarras, o número de doses aplicadas chegou a 80 em duas semanas. Penha e Barra Velha não haviam feito o levantamento, mas confirmam que as doses já estão disponíveis em todos os postos de saúde. 

Vigilância Epidemiológica está monitorando a professora que foi diagnosticada com meningite meningocócica.  Em nota, a Prefeitura de Penha pediu a comunidade que mantenha a calma e anunciou as medidas que estão sendo tomadas para evitar nova contaminação.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica do município, a vacinação fica concentrada na unidade central para evitar o desperdício das vacinas, que, depois de abertas, duram apenas seis horas. Para esse mês, o Governo do Estado encaminhou para o município cem doses.

Entre os medicamentos, três mil caixas de fitas para testes de diabetes, 500 frascos de amoxicilina além de 11 caixas de ibuprofeno – todos em falta nos postos de saúde desde o ano passado.

O atendimento com especialistas via SUS deve ser encaminhado pelo clínico geral da Unidade Básica de Saúde que atende à comunidade do paciente. O mesmo procedimento é o padrão para agendamento de exames como radiologia, ultrassonografia, eletrocardiograma, raio-X, mamografia e cardiotocografia.

Além disso, desde segunda-feira, 16, o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) funciona no prédio do NAM – Núcleo de Atenção à Mulher e à Criança. O Governo também centralizou serviços com objetivo de reduzir gastos com aluguel.

X

Right Click

No right click