Publicidade

Beto Carrero
Chapa liderada por Tampa Abençoado (PMDB) e Nico Beduschi (PT) foi a que mais gastou

 

Oscar Pedroso, o Tampa, foi quem mais gastou; Leonel Martins vem em segundo lugar, enquanto Fabiano de Cristo ficou em terceiro nesse quesito; Umberto Teixeira foi o candidato com menos gastos

 

Publicidade

Piçarras – A diferença entre os gastos com campanha dos candidatos a prefeito de Piçarras ultrapassou os 260%. Enquanto o candidato do PMDB, Oscar Pedroso, o Tampa, gastou R$ 94.348,00, o candidato do PP, Umberto Teixeira, gastou 2,68 vezes menos: apenas R$ 27,951,00.


Os dados foram obtidos conforme o declarado pelos candidatos ao site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo para atualização dos gastos de campanha terminou na terça-feira (01). Tampa foi quem mais gastou. Umberto foi o que menos gastou. Leonel Martins (PSDB) foi o segundo que mais gastou e Fabiano de Cristo (DEM), o terceiro.


Tampa também foi quem mais arrecadou. Um total de R$94.348,00, dos quais R$65.882,00 (69,83%) são de recursos próprios, R$19.466,00(20,63%) de doações, e R$9.000,00 (9,53%) do partido. Do arrecadado, foram gastos R$74.882,00, sendo R$21.920,00 (29,27%) com publicidade impressa e R$18.175,00 (24,27) com comícios, entre outras despesas.


O prefeito (re)eleito, Leonel Martins, arrecadou R$87.457,60, dos quais R$70.287,60 (80,37%) são recursos próprios e R$17.170,00 (19,63%) de doações. Segundo o declarado ao TSE, os mesmos R$70.287,60 doados pelo prefeito são o total de despesas, o que equivale a 3,92 salários (de 17,908 mil) que Leonal passará a receber no ano que vem.


Dos mais de 70 mil em despesas, os principais custos da campanha de Leonel foram com comícios, um total de R$15.916,80 (22,75%), e com publicidade com material impresso, um total de R$12.230,75 (17,40%).


Umberto Teixeira foi o terceiro em arrecadação: um total de R$75.713,00, dos quais R$34.763,00 (45,91%) são doações, R$30.950,00 (40,88%) recursos próprios e R$ 10 mil do partido (13,21%). Apesar da arrecadação, segundo o declarado ao TSE, Umberto não gastou nem metade do arrecadado, o que fez dele o candidato que menos gastou.


O ex-prefeito gastou R$27.951,01 com sua campanha, dos quais R$11.326,00 (40,52%) com publicidade em materiais impressos e R$7.700,00 (27,55%) com a locação de imóveis.


Fabiano de Cristo arrecadou R$38.500,00, dos quais R$25.000,00 (64,94%) são doação do partido, R$12.500,00 (32.47%) de recursos próprios e R$ 1.000,00 (2,6%) em doação. Do arrecadado, Fabiano gastou R$34.000,00, sendo R$5.074,20 (14,92%) com publicidade por materiais impressos e R$5.000,00 (14,71%) em serviços prestados por terceiros.

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click