Publicidade

Beto Carrero
ONG de Piçarras questiona política para instalaçao  de centro de zoonoses que está sendo adotada no município

Questão de saúde pública na região, o controle populacional dos animais de rua ainda está no campo das promessas. Casos de abandono, maus tratos e a reprodução descontrolada são desafios para sociedade e poder público. Na rua Luiz Gonzaga Medeiros, em Armação, é comum, nas madrugadas, o abandono de filhotes nos terrenos. Tem gente que improvisa casinhas para tentar proteger os animais, alguns compram ração. De acordo com moradores daquela rua que não querem se identificar, vereadores e secretários já foram alertados sobre o problema, prometeram soluções, mas até agora nada de ações concretas.

No Brasil, 92 cidades confirmaram participação, sendo 22 capitais

Pelo quinto ano consecutivo, a organização não governamental WWF promove em mais de 150 países, neste sábado (23), o movimento Hora do Planeta. É um ato simbólico que conta com a participação de governos, empresas e a população.

Na cidade da Penha o relatório nº 13 de balneabilidade, divulgado pela FATMA, apontou quatro pontos impróprios para banho, muitos deles velhos conhecidos dos relatórios. Na Praia Alegre é comum a avaliação negativa nos dois pontos de coleta, assim como na região do coreto, em Armação, nas proximidades da Rua Maria Emília Costa. A Praia Alegre recebe muita ligação sem tratamento através dos Rios Iriri e Piçarras. A pouca correnteza e ondulação da praia contribui para deixar as águas sujas próximas à costa. A Praia de São Miguel, que no relatório anterior estava imprópria para banho, melhorou a qualidade, sendo classificada como própria nesta semana. Na apresentação dos dados do estudo “Costa Verde e Mar em Números”, o secretário do turismo de Penha afirmou que a pasta vem pressionando a Águas de Itapocoroy a agilizar o processo de implantação do sistema de tratamento de esgoto na cidade. Valdir José Mafra Junior afirmou que o prefeito Evandro Eredes dos Navegantes (PSDB) deve ir ao Nordeste em maio para conhecer a implantação de sistemas de tratamento de esgoto em cidades onde a concessionária que presta serviços à autarquia local também atua. Em Balneário Piçarras tudo OK Os dois pontos analisados em Balneário Piçarras foram considerados próprios para banho e mantêm a fama da praia. A secretária de Turismo do município, Susan Corrêa, comemora: “Estamos muito felizes pois, mais uma vez, Balneário Piçarras foi considerada a praia mais limpa do litoral norte. Significa que a praia vem sendo bem cuidada, junto com as políticas de saneamento que terão continuidade no atual governo”. Resultados positivos de balneabilidade podem impulsionar o desenvolvimento da cidade, segundo Susan. “Vemos um aumento na procura por construtoras interessadas em investir no município”, afirma.

 

Na cidade da Penha o relatório nº 13 de balneabilidade, divulgado pela FATMA, apontou quatro pontos impróprios para banho, muitos deles velhos conhecidos dos relatórios. Na Praia Alegre é comum a avaliação negativa nos dois pontos de coleta, assim como na região do coreto, em Armação, nas proximidades da Rua Maria Emília Costa. 
Esgoto compromete dois dos quatro pontos analisados na cidade

A Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fatma) emitiu esta semana mais um boletim de balneabilidade das praias do estado. Em Barra Velha, dos quatro pontos analisados, três foram reprovados nos testes que verificam a presença de coliformes fecais na água.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, anuncia os dados de agosto de 2011 a julho de 2012

A região atingiu a menor taxa anual de desmatamento desde que o governo começou a monitorar a derrubada ilegal de árvores.

Participantes de diversas entidades ligadas a movimentos sociais, organizações não governamentais (ONGs), índios, ambientalistas e cientistas que estão no Rio de Janeiro para a Cúpula dos Povos, evento paralelo à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, além de servidores estaduais e federais fizeram uma grande manifestação hoje contra o novo Código Florestal e pela preservação da natureza.

A presidenta da República, Dilma Rousseff, usou seu discurso, na cerimônia de abertura da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, para mandar um recado aos países desenvolvidos que se posicionam contra a criação de um fundo para financiar o desenvolvimento sustentável nas nações mais pobres.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse hoje (6) que o governo federal vai dialogar com o Congresso Nacional para defender suas teses acerca do Código Florestal.

Em discurso nesta quarta-feira (6), o senador Luiz Henrique (PMDB-SC), relator da comissão mista que analisa a medida provisória que complementa o Código Florestal, disse que vai buscar a convergência e a conciliação na relatoria da matéria.

X

Right Click

No right click