Publicidade

Promenac Penha - Mais perto de você

Penha - A Praia Grande deve ser a primeira do município a aderir ao programa Bandeira Azul. Para receber a certificação internacional, a praia precisa atender a uma série de requisitos em quatro áreas: qualidade da água, gestão ambiental, educação ambiental e segurança. O grupo de trabalho responsável pela inscrição no programa e pela implementação da fase piloto se reuniu dia 1º para discutir as ações que devem ser adotadas para atender às exigências do Bandeira Azul.

- Pretendemos implantar o Programa em outras praias do município de Penha após a conclusão e certificação do Projeto Piloto - adianta o coordenador do grupo, Cleber Neumann.

Publicidade

O Programa Bandeira Azul tem como objetivo elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro e incentivar a realização de ações que conduzam à resolução dos conflitos existentes.

Baseia-se em princípios de sistema de gestão ambiental que a praia precisa atender para solicitar a certificação internacional.

Em Santa Catarina, além da orla norte de Balneário Piçarras, já aderiram à fase piloto outras quatro praias: três em Balneário Camboriú e duas em Governador Celso Ramos. Em todo o país, 15 praias estão nesta fase. Nesses locais ainda não está autorizado o hasteamento da Bandeira Azul, mas os municípios são orientados a instalar uma placa explicativa do programa, além de divulgar seu ingresso na fase piloto.

Nesta etapa, a praia tem prazo de até dois anos para cumprir os critérios e, então, solicitar a certificação. Ao obter o certificado, a praia fica autorizada a hastear a Bandeira Azul durante toda a temporada, de dezembro a março na região Sul do Brasil. Os critérios, que incluem qualidade da água, acessibilidade e sinalização adequada, são reavaliados ano a ano pelo Instituto Ambientes em Rede, operador nacional do programa.

Leia também:
 
 
 
 
 
Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click