Publicidade

Med Clínica - Mega Banner

Aumento da população, abertura de empresas, geração de riquezas e qualidade de vida foram analisados

Penha - O número de novos empreendimentos tem acompanhado o crescimento da população do município acima das médias estadual e nacional. É o que revela o estudo “Penha em Números”, divulgado dia 19 pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A pesquisa realizada em parceria com a Prefeitura é uma das 34 ações previstas pelo Programa Cidade Empreendedora, que tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico de forma ordenada.

Publicidade

Os números de 2016 apontam 2,7% de crescimento de abertura de empresas, enquanto no mesmo período cidades brasileiras do mesmo porte tiveram 2,1% de crescimento e as catarinenses registraram 1,6%. A média geral no Brasil foi de 0,8%.

- A principal força de Penha são as microempresas e pequenos negócios -resume Cristiam de Oliveira, consultor de Planejamento Estratégico de Gestão Municipal.

De acordo com o levantamento, 98% das empresas abertas na cidade são de pequeno porte e estrutura familiar. Os negócios ligados ao turismo, como hoteis e restaurantes, são os que mais geram emprego e renda.

A população também cresce acima da média. De 2010 a 2017, Penha teve aumento de 3,0% no número de habitantes, enquanto cidades brasileiras do mesmo porte e condições tiveram 2,2% e as catarinenses registraram 1,6% de aumento da população. A média geral do Brasil ficou em 1,2%.

Outro dado que chama a atenção é o envelhecimento da população do município, onde crianças e adolescentes deixaram de ser o maior segmento. Hoje a maior parte da população tem entre 20 e 60 anos.

- São pessoas com vida econômica ainda ativa - observa Cristiam.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Penha está um pouco acima da média nacional, mas ainda abaixo do estado de Santa Catarina, que tem um dos melhores índices no Brasil. “No entanto, o crescimento do IDH nos últimos 25 anos em Penha foi num ritmo maior que o brasileiro, saltando de 0,493 em 1991 para 0,743 em 2010”, aponta o consultor.

Município registra aumento populacional e de abertura de empresas acima da média (Arquivo | Divulgação)

A renda per capita de Penha é de 813 reais, enquanto o índice nacional é de 831 reais. Já Santa Catarina tem índice de 985 reais, uma das melhores rendas per capitas do país. Mesmo assim, a situação de Penha é considerada razoável, ficando com a 83ª melhor média entre os 295 municípios catarinenses.

Já em termos de crescimento econômico, o Produto Interno Bruto (PIB) cresce acima da média estadual e nacional.

- Hoje Penha tem o 72º maior PIB de Santa Catarina - informa Oliveira.

A taxa de crescimento é de 15,5%, contra 13,8% na média dos municípios do mesmo tamanho, 9,4% foi o crescimento catarinense no mesmo período, e 10,5% foi o aumento do PIB nacional.

A pesquisa traz ainda mais dados sobre aspectos gerais, demográficos, econômicos, sociais, de infraestrutura, de saúde, educação, comunicação e segurança pública.

- Em breve iremos disponibilizar toda a pesquisa para a sociedade poder consultar na internet - informa o gestor de projetos do Sebrae, Celso Pirmann.

Leia também:
 
 

 

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click