Publicidade

Beto Carrero

O número de novos empreendimentos tem acompanhado o crescimento da população do município acima das médias estadual e nacional. É o que revela o estudo “Penha em Números”, divulgado dia 19 pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A pesquisa realizada em parceria com a Prefeitura é uma das 34 ações previstas pelo Programa Cidade Empreendedora, que tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico de forma ordenada.

Publicidade

Além dos turistas, programa de participação nos resultados do parque injetou dinheiro na economia local. Para quem estava precisando garantir um dinheiro extra no fim do mês, a Páscoa também foi satisfatória por conta da venda artesanal de ovos de chocolate.

Os meses de janeiro e fevereiro foram de queda na presença de turistas brasileiros nas praias catarinenses (-16%), mas de aumento de estrangeiros em relação ao ano passado (+29%). É o que aponta a pesquisa Verão 2018, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio/SC). De acordo com o Governo do Estado, o turismo representa 13% do Produto Interno Bruto (PIB) de Santa Catarina.

Para que a população saiba quais empresas foram causadoras do maior número de reclamações não resolvidas, o Procon SC disponibiliza anualmente o Cadastro de Reclamações Fundamentadas. O cadastro é a reunião das reclamações que, após análise, devem ser registradas e divulgadas, conforme previsto no Código de Defesa do Consumidor. Nesse documento, são apresentadas apenas as reclamações que não são resolvidas no atendimento preliminar, seja por telefone ou presencial.

Governo Municipal já extrapolou todos os limites previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal e gasta 56,49% da receita com o pagamento de funcionários (o limite é 48%). Esse número representa um total de R$46,1 milhões anuais. Ainda assim, as contas do município fecharam o ano com saldo positivo de pouco mais de mil reais. A receita somou R$94.788.035,73 e as despesas totalizaram R$ 94.787.655,22. 

A expectativa é de que a principal corrida náutica do planeta movimente o litoral norte-catarinense entre 5 e 22 de abril. O evento representa um investimento público/privado de cerca de R$ 12 milhões, e a previsão da organização do Itajai Stopover é a de um impacto econômico superior aos R$ 82 milhões registrados na edição de 2015. Ao todo, dois mil empregos diretos devem ser gerados agora, com movimentação em 50 setores.

A demonstração das metas fiscais referentes ao 3º quadrimestre de 2017 em Balneário Piçarras será realizada nesta quarta-feira (28) em audiência pública na Câmara de Vereadores, às 11h. O Governo Municipal irá mostrar o desempenho da execução orçamentária e financeira para demonstrar o cumprimento das metas fiscais.

O debate em torno da mudança no Código Tributário começou em agosto de 2017, quando terminou um período de 25 anos de isenção fiscal para a J.B. World Entretenimento, empresa proprietária do Parque Beto Carrero. Ainda não há uma previsão para que um projeto de lei a respeito seja enviado à Câmara. Mas, em nota de esclarecimento, o prefeito Aquiles Costa (PMDB)reafirma que foi contra o aumento da alíquota de 3% para 5%, durante a gestão de seu antecessor - Evandro dos Navegantes (PSDB) - em 2009. 

Enquanto em Barra Velha e Penha o reajuste corresponde apenas à inflação, em Balneário Piçarras muitos contribuintes podem se surpreender com os valores cobrados a partir da nova planta de valores imobiliários. Antes de começar a efetuar os pagamentos ou mesmo pagar o imposto em cota única, os contribuintes das três cidades podem procurar a Prefeitura para requerer revisão dos valores. 

X

Right Click

No right click