Publicidade

Beto Carrero

Durante o 2º Casamento Comunitário em Barra Velha, 49 casais disseram o “Sim”. A ação, realizada no dia 27 de maio,  é uma iniciativa da Secretaria de Assistência Social em conjunto com o Cartório de Registro Civil e a Fundação de Turismo, Esporte e Cultura. A iniciativa visa a facilitar o acesso ao casamento civil, reduzindo os custos com a documentação. A cerimônia ecumênica foi conduzida pelo Juiz de Paz, Renan Luiz Testoni.

Publicidade

Governo local tem o desafio, e obrigação constitucional, de oferecer cidadania a uma parcela invisível da sociedade. Mas a prefeitura também adota uma estratégia contestada por cientistas e assistentes sociais: paga  passagem para aqueles que decidirem voltar para suas cidades de origem. Segundo o secretário, desde o início do ano já foram encaminhados 20 moradores para as suas cidades.

Para concretizar o projeto, existe a pretensão de que a Prefeitura doe um terreno e busque recursos para a construção do galpão.  A secretária e primeira dama Soneiva "Sol" Cruz conheceu em Joinville  a iniciativa da Associação de Trabalho Ecológico dos Catadores e Recicladores (Assecre).

Apesar das agências da região não aderirem à greve, a população precisa permanecer atenta a possíveis atrasos na entrega de correspondências. Isso porque a maior parte da paralisação concentra-se na capital, onde está o centro de distribuição. Para minimizar os impactos da paralisação, os Correios colocaram em prática o Plano de Continuidade de Negócios, que inclui ações como deslocamento de empregados entre as unidades e apoio de pessoal.

Segundo o Procon, são mais de seis atendimentos por dia de casos relacionados à empresa. A Câmara de Vereadores local também começa a cobrar providências e deve se reunir na próxima semana com representantes da empresa em Florianópolis.

Pavimentação iniciada em maio de 2016 e prevista para ser concluída no final de dezembro foi concluída em apenas 40% do trecho. Centenas de famílias e comerciantes convivem com a poeira causada pelo alto fluxo de veículos em uma das principais vias de ligação entre a BR-101 e o bairro Itajuba.

O Ministério Público Federal (MPF) iniciou os procedimentos administrativos para instauração de inquérito com objetivo de apurar o atraso e a não entrega de correspondências nas agências dos Correios de Penha e de Balneário Piçarras. A informação foi confirmada pela coordenadora do Procon de Piçarras, Alice Barbi Caniato Borba, e pela Prefeitura de Penha.

O serviço, bancado pelo município, havia sido suspenso em janeiro devido a uso abusivo feito por comerciantes ambulantes. Os gastos de cerca de R$ 14 mil em energia e água fizeram com que a prefeitura determinasse o fechamento dos pontos até que uma estrutura de contenção fosse feita em volta dos locais.

Nos últimos meses, moradores de Penha e Piçarras têm tido dificuldades em receber cartas e até mesmo contas em dia. Objetivo da reunião é que solicitar ao MPF que instaure um inquérito para apurar o que está causando os problemas e o que está sendo feito para corrigi-los.

X

Right Click

No right click