Publicidade

Promenac Penha - Mais perto de você
Prefeituras fazem balanço das obras de pavimentação

Da Região - A Prefeitura de Penha  realizou nesta semana o primeiro balanço das obras anunciadas dentro do pacote “Acelera Penha”, que pretende pavimentar, só com recursos públicos, 42 ruas em 18 meses. Ao mesmo tempo em que as obras na Rua Manoel Cardoso Filho, no Gravatá, foram concluídas, em São Nicolau começou a pavimentação da Rua Manoel Quirino de Souza. Outra obra em fase de conclusão é a pavimentação asfáltica da Nilo Anastácio Vieira, uma das principais vias do município.

No centro, a pavimentação da Rua Calixto Luís Honório já está pronta. Agora só falta terminar a implantação do passeio público padronizado.

Publicidade

Além da pavimentação, a drenagem pluvial é implantada com tubulação nas Ruas João Fermino Bittencourt e Julieta Soares, em Armação; Lourival de Souza, no Mariscal.

- As obras de drenagem são importantes porque preparam essas ruas para serem pavimentadas futuramente, explica o secretário de Serviços Urbanos de Penha, João Batista Porto. - Essas obras são majoritariamente financiadas com recursos públicos municipais, que conseguimos economizar através de uma rígida gestão das contas públicas.

O programa Acelera Penha proposto pelo governo municipal pretende pavimentar pelo menos 42 ruas nos próximos 18 meses. O investimento previsto é de pouco mais de 5 milhões de reais. O diferencial do projeto é que a própria prefeitura está coordenando as pavimentações, em vez de contratar empreiteiras para realizar cada obra.

- Na ponta do lápis descobrimos que a prefeitura poderia pavimentar mais ruas com os recursos que tem se ela mesma cuidasse da execução, fazendo a base, drenagem pluvial, providenciando a areia, lajota e outros materiais. A empresa contratada fará apenas a mão de obra da pavimentação, explica o secretário de Administração, Jaylon Cordeiro da Silva.

Leia também: 
 

Piçarras

O “Programa de Pavimentação Comunitária”, custeado pelos moradores, atende trechos de seis ruas: Biguá, Sardinha, Campo Largo, Rio Negrinho, Das Orquídeas e Victor Zimmermann. Todas no Bairro Itacolomi. Segundo o balanço da Prefeitura de Balneário Piçarras, a expectativa é de que em até 60 dias estejam concluídas.

Obras executadas no bairro Itacolomi são paga pelos moradores (Foto: Divulgação | PMBP)

A lei que regulamentou as pavimentações com cobrança de contribuição de melhorias foi homologada em 2014 e, de acordo com a Secretaria de Planejamento, atendeu pouco mais de 15 ruas em quatro anos. Para executar a obra por meio do programa, é preciso que pelo menos 70% dos moradores da rua façam a adesão. A partir daí, os moradores envolvidos têm a autonomia de poder decidir as empresas a serem contratadas, de acordo com os orçamentos apresentados.

A parceria abrange desde o projeto, drenagem pluvial, pavimentação, sinalização e a fiscalização de toda a obra.
Segundo a Prefeitura, mais de cem famílias já financiaram as obras junto com o poder público.

 

Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click