Publicidade

Promenac Penha - Mais perto de você

Estrutura é precária e não comporta mais o tráfego entre Piçarras e Penha

Da Região - Está nas mãos dos prefeitos de Balneário Piçarras e Penha o projeto executivo e arquitetônico para a construção de uma nova travessia sobre o Rio Piçarras, entre os dois municípios. Elaborado a pedido das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) de Penha e de Piçarras, o estudo sobre a nova “Ponte da Parada” foi entregue no fim de abril com a ideia de que seja financiado pelo Governo do Estado.

Publicidade

Aos empresários financiadores do projeto, o prefeito de Piçarras, Leonel Martins (PSDB), disse que a obra é compromisso de seu governo, mas alega que não há recursos no caixa da Prefeitura:

- Os municípios vivem uma situação muito difícil, de extrema dificuldade financeira, com diminuição de repasses federais e aumento das necessidades da nossa população - comentou o prefeito.

Na outra margem do rio, o prefeito de Penha, Aquiles da Costa (MDB), anunciou que vai articular uma reunião com o governador Eduardo Pinho Moreira para tratar da reivindicação conjunta:

- Podemos desenvolver um grande polo náutico aqui, aquecendo nossa economia, por isso, Penha é parceira no projeto - declarou.

Para o Governo Municipal de Piçarras, a ponte atual é um obstáculo ao desenvolvimento do turismo náutico porque impossibilita a passagem de embarcações de maior porte pelo rio.

Nova estrutura

   
   

Com 58,8 metros de comprimento, 5,48m de altura e vão livre de 28m, a nova estrutura permitirá a navegação de barcos com até 60 pés. Para o empresário Joine Victorino, a obra irá alavancar o crescimento:

- É essencial para o desenvolvimento econômico. Vai agregar para o comércio, construção civil e toda a rede de serviços turísticos da cidade - acredita.

O projeto contempla ainda área protegida para pedestres e ciclofaixa e custou R$ 78.100,00, subsidiados por empresários da região mobilizados por meio das CDLs.

- Juntamos doações de empresários das cidades e conseguimos desenvolver um projeto que, certamente, vai alavancar não somente o setor náutico, mas toda a economia de Balneário Piçarras e Penha - argumenta Fábio Emitério Silva, presidente da CDL de Balneário Piçarras.

O presidente da CDL de Penha, João Eduardo Sensi, destaca a união da classe empresarial das duas cidades:

- Nós todos estávamos envolvidos neste desafiador projeto. Onde se há parceria, a gente vê que a coisa acontece. É um projeto completo, desde o arquitetônico até o executivo.

Leia também:
 
 
 
 
 
Publicidade
  • 1
X

Right Click

No right click